30 de maio de 2013

DESISTO: Vou deixar a vida me levar

http://mafalda.dreamers.com/
Este mundo está muito chato, e confesso que eu também estou muito chata.
Antigamente eu até achava graça da imaturidade das pessoas, dos delírios dos sem noção.
Mas agora está tudo muito chato, enfadonho... boring, boring, boring,,,
O mundo está girando para o sentido contrário do meu, eu planejo, planejo, planejo e quando vejo, tá tudo ao contrário. Acertamos na direção mas erramos no sentido.

Cada dia que passa mais eu me deparo com uma massa que sequer reflete sobre as coisas, e fala qualquer coisa, só para dar aquele suspiro de "ah... o mundo tem chance". Claro que o mundo vai se endireitar, mas sejamos sinceros, não com a abobrinhas que são passadas pela internet!
Esta semana, uma das minhas "impaciências" girou em torno de um filminho que circulou na mídia. O filminho de um garotinho (muito fofo por sinal) que não queria comer o polvo por ser um animal. Um filme muito fofo, que mostra o menino realmente sensibilizado por estar comendo um animal.
Por conta disso. começou a circular tanta baboseira pela internet que fiquei com raiva do filminho. Já chamaram o moleque de "ser superior", "evoluído". "porta-voz da nova era". Aff... êta povo que gosta de um show!
Como bom "espírito de porco" que sou, corto este momento de delírio de canonização da raça humana e lembro que Hitler era vegetariano, e se sensibilizava ao ver atos de violência e crueldade contra os pobres animais... Para ele era repugnante o que faziam os carnívoros. Vai entender a mente humana né?

Outra dificuldade deste mundo que gira está sendo fazer planos.
Eu sempre agi como os japoneses (dizem): 95% de planejamento e 5% de execução.
Mas acabo de descobrir que esta matemática só acontece nos ditos populares ou quando todos pensam da mesma forma.
Estou assim, planejando as coisas nos mínimos detalhes, para na Hora H ter uma baita surpresa de mudança de sentido. Algo tipo 180 graus para ficar literalmente o oposto do que eu havia planejado. E esta semana foram duas questões muito complicadas.  Destas que eu preciso ficar quietinha para digerir as idéias, mas desta vez não vou mudar de planos, reeditá-los, refaze-los, ou qualquer "re" que possa vir à minha mente.
Por isso, declaro oficialmente que, como o mundo não parou para eu descer, vou fazer como o grande filósofo Zeca Pagodinho... E deixa a vida me levar:
"Se a coisa não sai
 Do jeito que eu quero
 Também não me desespero
 O negócio é deixar rolar
 E aos trancos e barrancos
 Lá vou eu!
 E sou feliz e agradeço
 Por tudo que Deus me deu..."


E por conta disso, aproveito o máximo possível neste feriado as companhias de Naiara e de Umberto (Um Malbec e o escritor), já que o filhote está na idade de me substituir pelos amigos de rock.
Que seja assim então!

Até a próxima!

4 de maio de 2013

TENDA OU TINTA VERDE (2): E se os músicos da OSB jogassem futebol?

Às vezes eu tenho uns delírios sobre como o poder público trabalha no Brasil. Alguns já estão escritos no decorrer dos posts, mas outros são tão absurdos que tenho medo que me achem louca, rsrsrs.
Dia destes, eu estava analisando as ações e "desações" (desculpe-me São Houaiss) da nossa prefeitura.
E em 3D as ações tomadas seriam iguais à dança soltinho. 1) A prefeitura faz ou fala uma besteira; 2) A prefeitura pede desculpas à população, 3) o prefeitura retira a ação ou diz que as palavras foram mal-interpretadas. A prefeitura dá um giro e faz ou fala outra besteira.
Parece que a dança dominante da prefeitura da Cidade Maravilhosa é o "soltinho". Meu pai me ensinou esta dança quando eu era pequena, e ele explicava - é simples, basta fazer e repetir um, dois, três e uma voltinha... indefinidamente..
video

E esta semana a população carioca dançou de novo o soltinho com a prefeitura da Cidade Maravilhosa.
Em março a prefeitura tinha terminado a relação com a Orquestra Sinfônica Brasileira, tirando a verba da já pobre OSB para repassar o dinheiro para a Copa e a Olimpíada.
Bom desculpe-me os amantes dos esportes de plantão mas esta ação é revoltante demais!
Como se não bastasse as obras destes dois eventos não serem nada transparentes e como todo carioca (e brasileiro!!) deve saber, há o desvio de MILHÕES DE REAIS neste processo todo, o nosso prefeito paespalho ainda teve a brilhante ideia de cortar a pequena verba da Orquestra.
Olha, essa me revoltou!!!
Mas como nesta cidade onde toda a população dança e os governantes são medíocres mas com boa ginga para a dança do soltinho, mais uma vez houve o pedido de desculpas e a volta da verba da OSB. O repasse de R$ 8 milhões foi mantido (Fonte: O Estadão).
Assim a ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA garantiu o valor exorbitante dos 1,3% do que a COMLURB gastou limpando a rua dos sugismundos em 2013. (veja este post).

É...
"SE COBRIR VIRA CIRCO, SE PINTAR DE VERDE VIRA HOSPÍCIO"

Até a próxima!

3 de maio de 2013

TENDA OU TINTA VERDE (1): o resíduo urbano de cada dia...

No mês passado, nosso querido prefeito teve a ideia mirabolante de multar quem joga lixo no chão.
Com multas de até R$ 980,00, ele pretende manter a cidade limpa por que segundo a COMLURB já se gastou R$ 600 MILHÕES na limpeza da cidade no primeiro trimestre de 2013. (Fonte: G1).
A prefeitura e seus sábios dizem que é porque o carioca joga lixo na rua.
CONCORDO!!!! Carioca é um povo extremamente mal-educado, e falo isso porque vivo aqui, portanto tenho propriedade ao falar.
Mas com certeza não é pegando o CPF ou CNPJ (kkkkkk!!!!) da pessoa que joga seu lixo na rua. Isso é ridículo!!!
É para pintar as paredes da prefeitura de verde, não acha? E registrar o hospício e claro, seu plano de gerenciamento de resíduos.
Em uma cidade moderna como o Rio de Janeiro, cheio de comércio hortifrutigranjeiro, o governo da cidade mantém ativas 391 feiras livres. Para cada feira livre depois tem um batalhão de garis da COMLURB para gastar cerca de quatro horas limpando tudo, fora o caminhão pipa que tem que lavar a rua para tirar o cheiro principalmente do peixe. Não tenho dúvida que boa parte dos R$ 600.000.000,00 gastos na limpeza urbana da cidade tem a ver com as feiras. Isso sem contar que a lavagem da rua gera um custo de água potável (bem não renovável ) imenso!
Com certeza não quero tirar o ganha-pão de ninguém, mas como os feirantes trabalham em média 6 dias por semana em diferentes feiras, que tal criar pequenos entrepostos nos bairros para que estes feirantes tenham onde revender seus produtos e acima de tudo terem uma qualidade digna de trabalho? Ou será que só eu percebo que eles trabalham uma jornada que começa perto de duas da manhã na CEASA e vai até duas da tarde na rua e não possuem sequer um banheiro para usar?
Agora, para que coloquemos a tenda sobre a cidade para bater palma pro circo que faz a prefeitura do lixo no chão, o melhor é simplesmente mostrar a foto do principal jornal da cidade com o anúncio da lei.
Vocês perceberam o estado da lixeira da foto? Não é de envergonhar uma cidade inteira ver que a foto que fala da lei do lixo está quebrada e com lixo até transbordar? Para mim o jornal estava de sacanagem com o prefeito, não concordam?
Diariamente eu passeio com meus cachorros (e seus respectivos dejetos nos saquinhos) pelo quarteirão, que dá um percurso de cerca de 1 km. Em todo este quarteirão que ando, só existe uma lixeirinha, sempre abarrotada de lixo. Como que a prefeitura quer multar sem dar condições para que o cidadão cumpra a lei??? 
Não é insano a prefeitura gastar tempo bolando esta idéia sem pensar em elaborar todo um plano estratégico, que com certeza não conta só com multa e lixeirinha?

Como diz o ditado: "SE COBRIR VIRA CIRCO, SE PINTAR DE VERDE VIRA HOSPÍCIO"

Até a próxima!




1 de maio de 2013

REALIZAÇÃO DO MEU MAIOR SONHO: Microcirurgia Ocular

"Periga você não acreditar em mim
Eu não nasci de óculos
Eu não era assim"
                                                            (Paralamas do Sucesso)

Pois eu não me lembro de mim mesma sem meus óculos. No ensino fundamental, eu devia parecer bem burrinha, porque não entendia nada que a professora falava. Até que uma delas, iluminada, resolver pedir à minha mãe para me fazer exame de vista.
Confirmado o diagnostico de miopia, lá vou eu, com meus cinco aninhos começar a usar óculos.
Na adolescência foi meio complicado pelo bullying dos "quatro olhos" "caolha" "fundo de garrafa" etc.
Até que finalmente aos 15 anos, meus pais me permitiram colocar lentes de contato.
E com o tempo a miopia foi associada ao astigmatismo. E assim eu cheguei a ter 10 graus em média em cada olho.
E as lentes de contato já estavam sofrendo rejeição, eu não conseguia ficar mais de 4 horas com elas, ou seja, ir a uma festa e voltar logo para tirar as lentes.
E de nada adiantava mais meus óculos de grife, e mesmo com lentes de última geração, estas eram tão pesadas que tiravam a estética.
E eu sempre fui muito vaidosa, tendo no olhar a expressão máxima da minha personalidade. Aff.... mas ninguém percebia a maquiagem, o olhar etc. 
Em contrapartida, o medo de ficar cega era o meu maior medo. E nunca me senti confiante de operar.
No início destas cirurgias de miopia conheci tanta gente que teve infecção, problema da córnea etc. Haja medo!
Até que eu fui indicada a uma oftalmologista especializada na micro-cirurgia que me explicou tudo e me passou tanta confiança que resolvi arriscar.
E assim segunda-feira eu me submeti a esta cirurgia.
Durou muito pouco, cerca de 10 minutos cada olho.
Eu saí assim da cirurgia, mas quando fui para a ante-sala esperar minha mãe eu olhei para a TV e comecei a chorar, eu consegui ver os atores na tela da TV sem óculos!!!
Foi realmente muito emocionante!
Estou com estas lentes da foto apenas para dormir, para não forçar a vista no travesseiro. Mas segunda-feira isso tudo já será passado. termina o antibiótico e o cuidado pós-operatório.
Esta foi minha segunda maior emoção da vida (depois do nascimento de Johann) e como foi positivo ter os que me amam perto de mim nestes momentos de verdadeira esperança, de uma alegria sem comparação! O apoio da minha família,  meu irmão servindo de motorista :), enfim.
Agradeço profundamente a Deus por estes momentos. Eu não poderia estar mais feliz, mais transformada. 
E como meu amado Dr. Hermann me disse antes da cirurgia: "prepare-se para ver a vida com outros olhos".
E isto é só o começo... 

Até a próxima!