3 de janeiro de 2013

O BRASIL É UM PAÍS POBRE COM DINHEIRO (1): Caixinha de Natal

Natal se transformou em corrida histérica ao comércio. Supermercados superlotados. Preços lá em cima.
Mas nada me incomoda mais do que a mediocridade da caixinha dos funcionários públicos, concursados, que nos constrangem nesta época.
Eu sempre dou com o maior prazer a caixinha das meninas do salão e os meninos do petshop. As meninas do salão que me servem atenciosas durante o ano todo o cafezinho, a água gelada. Quando chego lá atrasada e morrendo de fome, sempre tem um biscoitinho para dar uma aliviada. Os meninos do petshop, que durante o ano todo entregam ração para todo o zoo que tenho em casa, banho dos cachorros, enfim. São solícitos o ano todo.
Mas sabe uma coisa que ODEIO são os envelopinhos colocados na minha caixa de correio (moro em casa!!).
Eu me sinto constrangida quando empregados do poder público me pedem para dar a "da festinha".
São os profissionais da limpeza urbana - o que varre a rua de dia e o que retira o lixo à noite, e até onde sei, fizeram concurso e são pagos para isso. São os profissionais do correios, da energia elétrica, do gás, da água etc etc etc.Ou os que são terceirizados e perpetuam este hábito.
E aí eu fico pensando cá com meus botões que só um país pobre como o Brasil tem funcionários públicos que acha que tem o direito de pedir "caixinha de Natal" além de receber todos os benefícios da carreira além do 13o .
Se eu der uns dez reais por caixinha (nossa! que mulher sovina!!) eu deveria dar mais de R$100,00 do meu 13o para eles.
Eu acho que esta prática deveria de ser coibida entre os órgãos públicos. Os funcionários públicos batem na minha porta durante todo o mês de dezembro até me achar e pedir, descaradamente (após perguntar pelo marido, pelo filho, pelo cachorro etc.) o dinheiro.
Se o Brasil quer ser reconhecido como país de primeiro mundo, deve começar a agir como tal, iniciando com os funcionários públicos. Talvez um cursinho básico de ética na profissão.
Como a nossa presidente fala "País rico é país sem pobreza", tanto sem pobreza física quanto pobreza de educação, cultura, e principalmente sem pobreza de espírito.

Até a próxima!

(a foto da caixinha é do blog Com As Mãos)


2 comentários:

  1. realmente, esta tal caixinha é um abuso!
    bjs
    Aurelio

    ResponderExcluir
  2. Também acho essa caixinha um "abuso". Não só para os funcionários publicos, mas também para os funcionários de salão ou petshop. Eu não recebo 13º. Moro num prédio, e todo ano tem uma taxa extra de outubro a dezembro para cobrir despesas com o 13º dos empregados do condomínio. E os caras (porteiros, zeladores) ainda vêm pedir caixinha.
    (Estou meio atrasado com este comentário, né?)

    ResponderExcluir