13 de novembro de 2013

A LENDA DAS MÚLTIPLAS ROPERTILE : Vida que Segue

Tenho uma triste notícia para te dar...
Este é (talvez) o único blog cuja dona está longe da perfeição.
Minhas unhas estão sem esmaltes, meu cabelo está todo arrepiado e sim! engordei horrores neste período de montagem da UNICA.
Além disto, PASMEM, cheguei à conclusão que não dou conta do mundo sozinha.
Minha casa está uma zona, minha piscina antes de bela água azul está cheia de folhas e estou cansada, muito cansada de tudo.
Semana passada eu fui a uma feira internacional de acessórios em São Paulo e me peguei indo almoçar por volta de oito da noite - insano
Ontem (dia 11) me peguei conversando o seguinte diálogo com minha diarista: "dia 24 poderei acordar mais tarde (oito horas da manhã) que bom!!!
Sabe quando você se escuta dizendo isso e surta? Foi o que aconteceu.
Acho que agora que a UNICA está se saindo bem, com funcionárias competentes que não são dependentes da minha presença. o sangue está esfriando e os "efeitos colaterais" do trabalho exaustivo começam a aparecer.
Solidão, alguns quilos, picos de pressão e insônia apareceram na minha vida.
Tive que dar uma parada e colocar tudo em ordem  afinal as várias Rosangelas estavam tentando trabalhar ao mesmo tempo e embora as múltiplas personalidades tentassem dar conta de tudo, só há um corpo abrigando todas elas.

Aí eu levantei diferente... Decidi que seria uma Rosangela por vez, organizando a bagunça.
Voltei para a academia, organizei meu horário, dispensando um tempo maior para a minha casa (arrumando a zona aos poucos)
A loja vai muito bem, obrigado. A UFRJ está muito bem, obrigado, o mundo está muito bem e sim, o problema era eu.
E sim... o problema foi resolvido tá? Descobri que o mundo não vai mudar porque eu preciso.
RE-LA-XA  DIVA!!!!
Novas perspectivas e novas chances de mudança. Isso é que me faz ser quem sou.
até a próxima!

P.S. alguém sabe um lugar legal para se passar o feriado do Reveillon?

23 de outubro de 2013

CERTAS CANÇÕES QUE OUÇO....


Certas canções que ouço
Cabem tão dentro de mim
Que perguntar carece
Como não fui eu que fiz?


Hoje eu estava saindo do meu curso de "comprador de moda" (SENAI/CETIQT) e começou a tocar no rádio a música "certas canções".
Como que em um passe de mágica eu fui a uma período da minha vida tão perto mas ao mesmo tempo tão distante. Período quando eu trabalhava na Petrobras.
Indo do SENAI para casa passaram tantas situações pela minha mente! Pessoas, locais, ocasiões....
E como a vida mudou!
Ainda continuo com droga nas veias (calma! calma! não se esqueça que sou química e tenho a toxicologia na veia). Esta parte de uma das minhas múltiplas personalidades é saciada na UFRJ, com meus 18 orientandos surtando junto comigo.
Mas a minha loja tão querida me preenche partes que eu não tinha no trabalho da Petrobras, talvez apenas nas plataformas, que era a conversa.
Hoje em dia as pessoas entram na loja apenas para conversar. E é tão bom! Tomar um cafezinho, bater papo...
Esse tipo de relacionamento eu só tinha quando embarcava, quando as pessoas conversavam, contavam suas histórias... acho que era por isto que eu gostava de embarcar. Pelas histórias de vida que eu conhecia.
Estou em um mundo operacionalmente muito diferente do que estava acostumada, mas me sinto tão feliz! A loja está um sucesso, e como uma colega da UFRJ fala (das minhas múltiplas personas) ainda tenho muita coisa para descobrir e realizar.
Quem sabe eu não faça um curso de psicologia??? É uma grande vontade...
E para você, que é muito especial na minha vida, e vida para o Espírita significa imortalidade, aí vai uma musiquinha...

http://www.youtube.com/watch?v=DW8rFunsCIg

Um grande abraço a todos

Até a próxima!


Calor que invade, arde, queima, encoraja
Amor que invade, arde, carece de cantar



16 de agosto de 2013

CORREIOS - Tô cheia de me indignar com este País!

Como disse um conhecido meu ontem:
"tenho medo que me mandem à m..Rd@ e eu ir. Sei que vou gostar porque qualquer coisa é melhor que o Rio de Janeiro."

E devo dizer, os serviços públicos no Rio de Janeiro estão péssimos de dar pena!
E neste dias em que estou dependente dos serviços públicos, isso me irrita de tal forma, que nem sei!
Ainda mais quando lembro que o salário destes servidores  são pagos por mim, por você, por nós!

veja só a que pernas está nosso Correio, e pior, tudo documentado.
Eu comprei algumas coisas para a minha loja no mês passado. No dia 16/07 (um mês, exatamente).  A encomenda demorou uma semana para chegar no Brasil. PER-FEI-TO!
Só que de lá para cá houve tanto descaso com a minha encomenda - que não está sendo entregue de favor, diga-se de passagem!
Depois de chegar ao Brasil, a encomenda ficou 15 DIAS parada em Curitiba. OK! Colocaram a culpa na alfândega...
Ao chegar aqui no  Rio de Janeiro, ficou 4 dias parados no posto de recebimento no bairro ao lado do meu.
Liguei para o SAC dos Correios hoje e eles me responderam que eu não poderia fazer uma reclamação, somente no 5º dia. Ou seja, somente amanhã. Entendam bem: o SAC de um serviço público se recusou a fazer uma reclamação!
Qual não foi minha surpresa ao abrir agora a noite o status da encomenda e ver que eles sequer tentaram entregar aqui em casa. Simplesmente o meu pacote está na agência e eu tenho que ir lá buscar.
Não me avisaram, não me comunicaram de forma nenhuma, só colocaram o status no site.

Isso é muito bizarro, se não indecente. Que serviço de M...rd@ é esse que a gente paga???? Estou tão indignada que tenho vontade de tomar uma ação mais efetiva contra eles!
Isso sem contar as inúmeras vezes que vejo que eles saíram para entregar aqui em casa, fico em casa esperando e no final do dia eles colocam "destinatário ausente". Estou cansada de ser tratada como uma imbecil!

Sinceramente? Passo a partir de hoje optar sempre pelo método de transporte particular. Porque? Porque nosso serviço público pago me causa nojo!
Privatização destes serviços já! Aposto que se trabalhassem em empresa privada, eles iam honrar o salário que ganham para não aumentar a fila dos desempregados.
Estes serviços estatizados só geram parasitas.

Até a próxima!

28 de julho de 2013

UNICA: A Moda Sai de Moda, o Estilo Jamais

Em setembro irei inaugurar um espaço de acessórios femininos no Bairro do Grajaú - Rio de Janeiro.
Sempre gostei muito de acessórios. Quem me conhece sabe que não saio sem um echarpe na bolsa, para uma eventualidade. Um cinema, uma produção de última hora, aqueles dois graus a menos no termômetro...
E aí, como eu resolvi dar uma desacelerada na vida de química, diminuindo o ritmo estressante e querendo mais é aproveitar as coisas boas da vida, surgiu a ...
E a UNICA será assim. Mais que uma loja de acessórios, ela será um estilo.
As cores nos lembram o bouquet de um Pinot Noir maravilhoso, daquele que queremos degustar com os amigos naquela noite fria, no aconchego de nossa casa.
E o odor? A UNICA tem o aroma do "seja bem vindo"!
Suas cores, seu aroma, suas peças únicas, suas pérolas com o brilho da lua cheia.
Seus lenços e echarpes com a suavidade das nuvens e seus brincos como se fossem estrelas no céu claro.
Tenho certeza que você não irá querer sair. Vai querer tomar mais uma xícara de café, ver, tocar, sentir mais algumas peças únicas, feitas especialmente para voce.
Esta será a UNICA Acessórios & Estilo.
Até setembro...

"A moda sai de moda. O estilo jamais" (Coco Chanel)

18 de junho de 2013

R$ 0,20 - Confesso que tenho medo deste reducionismo orquestrado

Sempre escrevo minhas postagens com tom crítico, no requinte do meu humor negro (ai como gosto!!). Mas hoje não falo da tinta verde (do hospício) ou da tenda (do circo).
Eu sou uma das que apanhou na época da repressão, estive presente nas manifestações das Diretas Já. Sofri ao ver o prédio da UNE ser destruído e ia aos congressos da UNE (ainda na ilegalidade) lutar por liberdade.
Desde este período, por tudo que passei e vi, tenho em mim a não-violência acima de tudo, e uso isso como bandeira de vida.
E agora, já meio que cansada de ver tantos sonhos patrióticos sendo destruídos, acompanhei com muita alegria estas manifestações iniciadas por conta do aumento das passagens do transporte público e que evoluiu para a luta de melhores condições dos serviços públicos. E deixo aqui muito claro, como no post anterior e nas redes sociais, totalmente contra a violência, depredação e "hackeada" de diversos perfis.
Foto: De Todos os Lados
Mas hoje confesso que tive uma ducha de água fria, e que realmente está me incomodando.
Vi na Rede Globo um depoimento de Eduardo Paes e Sergio Cabral, ambos reduzindo as manifestações apenas ao problema do preço da passagem. Eles disseram que vão negociar subsídios para manter o preço da passagem. Corta para a Record -  Uma reportagem sobre todas as reduções do preço da passagem que estão acontecendo no país.
E de repente em todas as emissoras os representantes das esferas do governo começam a falar sobre a redução das passagens, como se isso fosse o único motivo de todo este movimento.
Tenho medo de que a população aceite isso como se fosse o objetivo único e esqueça de tudo o que passamos nesta pátria corrupta e imoral, onde no calor das manifestações, as maiores arbitrariedades estão sendo votadas e aprovadas.
Em uma pátria onde "o filho teu não foge à luta" mas esquece muito fácil porque luta. Tal e qual Judas-nação que vende a pátria por R$ 0,20.

Apenas para percebermos o que aconteceu hoje, enquanto milhares de pessoas, com ar de vitória, falavam das manifestações de ontem nas capitais e no mundo, o tal do Marcos Feliciano e sua turba conseguiram aprovar o projeto da "Cura Gay" demonstrando a necessidade de um estado laico de fato, e não um estado totalmente retrógrado e medieval, onde religião e política se misturam. (ver a matéria aqui)
Ilustração: Geledes Instituto da Mulher Negra
Outra coisa que me causou repugnância foi a entrevista de Joseph Blatter sobre a manifestação e a importância da Copa para o brasileiro, quando ele diz: "O futebol é mais forte que a insatisfação das pessoas. Eu disse a Dilma e Aldo [Rebelo] que temos confiança neles. Uma vez que a bola rolar, as pessoas vão entender e isso vai acabar". Será que só eu fiquei revoltada com este sujeito falando assim de nós? (ver a matéria aqui).
E por último e não menos importante, a votação do PEC 37 está aí, em nossas portas. Como iremos reagir, como iremos forçar os nossos representantes a votar da forma que o povo anseia e não como eles querem?
Então esta é a hora da sociedade refletir em que caminho queremos seguir, em como nos organizar para lutar pelos nossos direitos, contra a impunidade e a favor de um estado laico. Se não fizermos isso, todo este movimento irá cair no comodismo e depois no ostracismo, e aí, nas próximas eleições, lá vamos nós trocar nossos votos por um óculos, ou fazer campanha para um paespalho qualquer só porque ganhamos uma blusa...

Ilustração: ...E o Blog Levou...
Até a próxima!!!

14 de junho de 2013

TENDA OU TINTA VERDE (3): E se Ben-Hur calçar chuteiras?

Hoje todo o país está falando dos famosos R$ 0,20 da passagem. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, as manifestações tomaram vulto estratosférico.
Em São Paulo, durante a semana toda a imprensa tem conclamado o poder do Estado. Conter os manifestantes a qualquer preço, em prol do patrimônio público - concordo pois todos nós pagamos a conta. Até que ontem, a polícia paulista fez o que a imprensa pediu. E tudo estava bem, até que a polícia errou o alvo e acertou os jornalistas. E então todos agora falam da violência da polícia. Até o ministro da justiça, que quer se alimentar no prato que o governo paulista come, fala da extrema violência da polícia (fonte: Folha de São Paulo).
E aí eu pergunto: tem tinta verde para todo mundo? Porque os jornalistas eram a favor da polícia até que a truculência policial batesse à porta deles?
Será que só eu estou maluca ou falta o bom senso, a cidadania, pois se acertar os outros, tá tudo bem?
Que fique claro que sou totalmente contra a baderna e a violência, protesto sim, mas depredação não. 
E interessante que agora surgem as bandeiras dos partidos políticos, se fazendo presente nas manifestações. E cadê estes mesmos partidos, na figura de seus representantes eleitos que estão se lixando se a população sofre com a má qualidade dos transportes públicos no país?
Alguém tem dúvida que a classe politica não presta neste país? tenho certeza que eles vão (quando vão) para as assembleias legislativas em carro oficial, com gasolina " de graça" enquanto nós, os estúpidos brasileiros que neles votaram estamos em latas de sardinha pelos engarrafamentos quilométricos das cidades.
Enquanto isso, O Brasil está vibrante por conta da Copa das Confederações, que maravilha! Um treino para a Copa do Mundo (morri!!!)
E o circo está montado...Coloquemos tendas verdes e amarelas, para combinar com o logo da Copa das Confederações!!!
Enquanto a seleção italiana ia para o Engenhão treinar - com batedores para abrir caminho e engarrafar (mais ainda!!)  a cidade -  eu ficava presa em um engarrafamento para que eles pudessem se locomover pelas ruas da cidade sem se atrasarem.
E do jeito que a coisa vai, tenho medo de ser presa como terrorista se eu gritar pela janela do meu carro durante o engarrafamento na passagem de uma delegação - Fica no meu lugar Paespalhoooo!!!
Então, no auge da loucura, eu começo a querer abstrair do trânsito e fico imaginando a polícia de São Paulo e do Rio lutando com os manifestantes em um campo de futebol.
Seria uma solução mais que perfeita. Na pátria das chuteiras, as contendas sendo  resolvidas no Maracanã, já que do jeito que andam as coisas para o Eike daqui a pouco ele vai revender o estádio para o governo.

A sim... e que Nelson Rodrigues se remexa no túmulo, por saber como estão usando seu jargão...
Até a próxim! Se eu não for presa como terrorista no próximo engarrafamento do Engenhão...

12 de junho de 2013

GRAÇAS À VIDA


Graças À Vida (Violeta Parra)

Graças à vida que me deu tanto
Me deu dois olhos que quando os abro
Distingo perfeitamente o preto do branco
E no alto céu seu fundo estrelado
E nas multidões o homem que eu amo

Graças à vida que me deu tanto
Me deu o ouvido que em todo seu comprimento
Grava noite e dia grilos e canários
Martírios, turbinas, latidos, aguaceiros
E a voz tão terna de meu bem amado

Graças à vida que me deu tanto
Me deu o som e o abecedário
Com ele, as palavras que penso e declaro
Mãe, amigo, irmão
E luz iluminando a rota da alma do que estou amando

Graças à vida que me deu tanto
Me deu a marcha de meus pés cansados
Com eles andei cidades e charcos
Praias e desertos, montanhas e planícies
E a casa sua, sua rua e seu pátio

Graças à vida que me deu tanto
Me deu o coração que agita seu marco
Quando olho o fruto do cérebro humano
Quando olho o bom tão longe do mal
Quando olho o fundo de seus olhos claros

Graças à vida que me deu tanto
Me deu o riso e me deu o pranto
Assim eu distinguo fortuna de quebranto
Os dois materiais que formam meu canto
E o canto de vocês que é o mesmo canto
E o canto de todos que é meu próprio canto

Graças à vida, graças à vida

30 de maio de 2013

DESISTO: Vou deixar a vida me levar

http://mafalda.dreamers.com/
Este mundo está muito chato, e confesso que eu também estou muito chata.
Antigamente eu até achava graça da imaturidade das pessoas, dos delírios dos sem noção.
Mas agora está tudo muito chato, enfadonho... boring, boring, boring,,,
O mundo está girando para o sentido contrário do meu, eu planejo, planejo, planejo e quando vejo, tá tudo ao contrário. Acertamos na direção mas erramos no sentido.

Cada dia que passa mais eu me deparo com uma massa que sequer reflete sobre as coisas, e fala qualquer coisa, só para dar aquele suspiro de "ah... o mundo tem chance". Claro que o mundo vai se endireitar, mas sejamos sinceros, não com a abobrinhas que são passadas pela internet!
Esta semana, uma das minhas "impaciências" girou em torno de um filminho que circulou na mídia. O filminho de um garotinho (muito fofo por sinal) que não queria comer o polvo por ser um animal. Um filme muito fofo, que mostra o menino realmente sensibilizado por estar comendo um animal.
Por conta disso. começou a circular tanta baboseira pela internet que fiquei com raiva do filminho. Já chamaram o moleque de "ser superior", "evoluído". "porta-voz da nova era". Aff... êta povo que gosta de um show!
Como bom "espírito de porco" que sou, corto este momento de delírio de canonização da raça humana e lembro que Hitler era vegetariano, e se sensibilizava ao ver atos de violência e crueldade contra os pobres animais... Para ele era repugnante o que faziam os carnívoros. Vai entender a mente humana né?

Outra dificuldade deste mundo que gira está sendo fazer planos.
Eu sempre agi como os japoneses (dizem): 95% de planejamento e 5% de execução.
Mas acabo de descobrir que esta matemática só acontece nos ditos populares ou quando todos pensam da mesma forma.
Estou assim, planejando as coisas nos mínimos detalhes, para na Hora H ter uma baita surpresa de mudança de sentido. Algo tipo 180 graus para ficar literalmente o oposto do que eu havia planejado. E esta semana foram duas questões muito complicadas.  Destas que eu preciso ficar quietinha para digerir as idéias, mas desta vez não vou mudar de planos, reeditá-los, refaze-los, ou qualquer "re" que possa vir à minha mente.
Por isso, declaro oficialmente que, como o mundo não parou para eu descer, vou fazer como o grande filósofo Zeca Pagodinho... E deixa a vida me levar:
"Se a coisa não sai
 Do jeito que eu quero
 Também não me desespero
 O negócio é deixar rolar
 E aos trancos e barrancos
 Lá vou eu!
 E sou feliz e agradeço
 Por tudo que Deus me deu..."


E por conta disso, aproveito o máximo possível neste feriado as companhias de Naiara e de Umberto (Um Malbec e o escritor), já que o filhote está na idade de me substituir pelos amigos de rock.
Que seja assim então!

Até a próxima!

4 de maio de 2013

TENDA OU TINTA VERDE (2): E se os músicos da OSB jogassem futebol?

Às vezes eu tenho uns delírios sobre como o poder público trabalha no Brasil. Alguns já estão escritos no decorrer dos posts, mas outros são tão absurdos que tenho medo que me achem louca, rsrsrs.
Dia destes, eu estava analisando as ações e "desações" (desculpe-me São Houaiss) da nossa prefeitura.
E em 3D as ações tomadas seriam iguais à dança soltinho. 1) A prefeitura faz ou fala uma besteira; 2) A prefeitura pede desculpas à população, 3) o prefeitura retira a ação ou diz que as palavras foram mal-interpretadas. A prefeitura dá um giro e faz ou fala outra besteira.
Parece que a dança dominante da prefeitura da Cidade Maravilhosa é o "soltinho". Meu pai me ensinou esta dança quando eu era pequena, e ele explicava - é simples, basta fazer e repetir um, dois, três e uma voltinha... indefinidamente..

E esta semana a população carioca dançou de novo o soltinho com a prefeitura da Cidade Maravilhosa.
Em março a prefeitura tinha terminado a relação com a Orquestra Sinfônica Brasileira, tirando a verba da já pobre OSB para repassar o dinheiro para a Copa e a Olimpíada.
Bom desculpe-me os amantes dos esportes de plantão mas esta ação é revoltante demais!
Como se não bastasse as obras destes dois eventos não serem nada transparentes e como todo carioca (e brasileiro!!) deve saber, há o desvio de MILHÕES DE REAIS neste processo todo, o nosso prefeito paespalho ainda teve a brilhante ideia de cortar a pequena verba da Orquestra.
Olha, essa me revoltou!!!
Mas como nesta cidade onde toda a população dança e os governantes são medíocres mas com boa ginga para a dança do soltinho, mais uma vez houve o pedido de desculpas e a volta da verba da OSB. O repasse de R$ 8 milhões foi mantido (Fonte: O Estadão).
Assim a ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA garantiu o valor exorbitante dos 1,3% do que a COMLURB gastou limpando a rua dos sugismundos em 2013. (veja este post).

É...
"SE COBRIR VIRA CIRCO, SE PINTAR DE VERDE VIRA HOSPÍCIO"

Até a próxima!

3 de maio de 2013

TENDA OU TINTA VERDE (1): o resíduo urbano de cada dia...

No mês passado, nosso querido prefeito teve a ideia mirabolante de multar quem joga lixo no chão.
Com multas de até R$ 980,00, ele pretende manter a cidade limpa por que segundo a COMLURB já se gastou R$ 600 MILHÕES na limpeza da cidade no primeiro trimestre de 2013. (Fonte: G1).
A prefeitura e seus sábios dizem que é porque o carioca joga lixo na rua.
CONCORDO!!!! Carioca é um povo extremamente mal-educado, e falo isso porque vivo aqui, portanto tenho propriedade ao falar.
Mas com certeza não é pegando o CPF ou CNPJ (kkkkkk!!!!) da pessoa que joga seu lixo na rua. Isso é ridículo!!!
É para pintar as paredes da prefeitura de verde, não acha? E registrar o hospício e claro, seu plano de gerenciamento de resíduos.
Em uma cidade moderna como o Rio de Janeiro, cheio de comércio hortifrutigranjeiro, o governo da cidade mantém ativas 391 feiras livres. Para cada feira livre depois tem um batalhão de garis da COMLURB para gastar cerca de quatro horas limpando tudo, fora o caminhão pipa que tem que lavar a rua para tirar o cheiro principalmente do peixe. Não tenho dúvida que boa parte dos R$ 600.000.000,00 gastos na limpeza urbana da cidade tem a ver com as feiras. Isso sem contar que a lavagem da rua gera um custo de água potável (bem não renovável ) imenso!
Com certeza não quero tirar o ganha-pão de ninguém, mas como os feirantes trabalham em média 6 dias por semana em diferentes feiras, que tal criar pequenos entrepostos nos bairros para que estes feirantes tenham onde revender seus produtos e acima de tudo terem uma qualidade digna de trabalho? Ou será que só eu percebo que eles trabalham uma jornada que começa perto de duas da manhã na CEASA e vai até duas da tarde na rua e não possuem sequer um banheiro para usar?
Agora, para que coloquemos a tenda sobre a cidade para bater palma pro circo que faz a prefeitura do lixo no chão, o melhor é simplesmente mostrar a foto do principal jornal da cidade com o anúncio da lei.
Vocês perceberam o estado da lixeira da foto? Não é de envergonhar uma cidade inteira ver que a foto que fala da lei do lixo está quebrada e com lixo até transbordar? Para mim o jornal estava de sacanagem com o prefeito, não concordam?
Diariamente eu passeio com meus cachorros (e seus respectivos dejetos nos saquinhos) pelo quarteirão, que dá um percurso de cerca de 1 km. Em todo este quarteirão que ando, só existe uma lixeirinha, sempre abarrotada de lixo. Como que a prefeitura quer multar sem dar condições para que o cidadão cumpra a lei??? 
Não é insano a prefeitura gastar tempo bolando esta idéia sem pensar em elaborar todo um plano estratégico, que com certeza não conta só com multa e lixeirinha?

Como diz o ditado: "SE COBRIR VIRA CIRCO, SE PINTAR DE VERDE VIRA HOSPÍCIO"

Até a próxima!




1 de maio de 2013

REALIZAÇÃO DO MEU MAIOR SONHO: Microcirurgia Ocular

"Periga você não acreditar em mim
Eu não nasci de óculos
Eu não era assim"
                                                            (Paralamas do Sucesso)

Pois eu não me lembro de mim mesma sem meus óculos. No ensino fundamental, eu devia parecer bem burrinha, porque não entendia nada que a professora falava. Até que uma delas, iluminada, resolver pedir à minha mãe para me fazer exame de vista.
Confirmado o diagnostico de miopia, lá vou eu, com meus cinco aninhos começar a usar óculos.
Na adolescência foi meio complicado pelo bullying dos "quatro olhos" "caolha" "fundo de garrafa" etc.
Até que finalmente aos 15 anos, meus pais me permitiram colocar lentes de contato.
E com o tempo a miopia foi associada ao astigmatismo. E assim eu cheguei a ter 10 graus em média em cada olho.
E as lentes de contato já estavam sofrendo rejeição, eu não conseguia ficar mais de 4 horas com elas, ou seja, ir a uma festa e voltar logo para tirar as lentes.
E de nada adiantava mais meus óculos de grife, e mesmo com lentes de última geração, estas eram tão pesadas que tiravam a estética.
E eu sempre fui muito vaidosa, tendo no olhar a expressão máxima da minha personalidade. Aff.... mas ninguém percebia a maquiagem, o olhar etc. 
Em contrapartida, o medo de ficar cega era o meu maior medo. E nunca me senti confiante de operar.
No início destas cirurgias de miopia conheci tanta gente que teve infecção, problema da córnea etc. Haja medo!
Até que eu fui indicada a uma oftalmologista especializada na micro-cirurgia que me explicou tudo e me passou tanta confiança que resolvi arriscar.
E assim segunda-feira eu me submeti a esta cirurgia.
Durou muito pouco, cerca de 10 minutos cada olho.
Eu saí assim da cirurgia, mas quando fui para a ante-sala esperar minha mãe eu olhei para a TV e comecei a chorar, eu consegui ver os atores na tela da TV sem óculos!!!
Foi realmente muito emocionante!
Estou com estas lentes da foto apenas para dormir, para não forçar a vista no travesseiro. Mas segunda-feira isso tudo já será passado. termina o antibiótico e o cuidado pós-operatório.
Esta foi minha segunda maior emoção da vida (depois do nascimento de Johann) e como foi positivo ter os que me amam perto de mim nestes momentos de verdadeira esperança, de uma alegria sem comparação! O apoio da minha família,  meu irmão servindo de motorista :), enfim.
Agradeço profundamente a Deus por estes momentos. Eu não poderia estar mais feliz, mais transformada. 
E como meu amado Dr. Hermann me disse antes da cirurgia: "prepare-se para ver a vida com outros olhos".
E isto é só o começo... 

Até a próxima!




25 de abril de 2013

NA MINHA EVOLUÇÃO NÃO PASSEI POR POMBO ou porque demorei 94 km para chegar do consultório médico

Não sei se contei para vocês, mas eu cansei de usar GPS. Além de estar totalmente dependente dele (chamado carinhosamente de Juninho), ele não andava lá de bem comigo. Por duas vezes ele parou na metade e em outra vez ia me levando para um lugar nada agradável.
A culpa também não é só dele, pois o nosso prefeito faz questão de a cada dia fazer um desvio novo devido ao grande canteiro de obras e desvio de dinheiro que se tornou o Rio de Janeiro. Só consigo o mapa da cidade se atualizar de 15 em 15 min.
Aí resolvi aprender a andar na minha cidade!
Interessante que desde que tomei esta decisão de me libertar eu estou gastando gasolina demais. Como posso fazer as coisas perto de casa, sempre ir para os mesmos lugares e gastar o dobro???
E então resolvi explicar....

Bom, já disse que nesta tal de evolução das espécies, eu sou uma exceção, pois se há uma certeza na minha vida que não passei pela fase pombo, aquela que o bichinho toma senso de direção.
Ontem saí do CELD e resolvi ir direto pela Linha Amarela para o Recreio, na clínica oftalmológica.
Pelo mapa, são 40 km (ida e volta) e eu consegui fazer em apenas 96km!!
Como assim ?!?!?!?

Entrei na Linha Amarela numa boa.... mas não consegui sair. Como sempre tem uma tal de agulha de desvio de obra que esqueço de entrar.
E ontem foi assim... Duas vezes passando pela Linha Amarela (errei... de novo... o desvio...), parei num lugar chamado Tanque que não tinha nada a ver com o itinerário.
E depois de chegar na Barra e tentar andar em linha reta pela famosa pista central, me perdi e fui passear pelo HSBC Arena, Autódromo, Vila Olímpica, Riocentro, Cidade do Rock e por aí foi.
Felizmente na segunda vez que fiz a volta, consegui acertar.
Mas realmente foi um aprendizado. Aprendi que errar naquela micro-entrada com uma micro-placa indicativa pode te fazer andar apenas 56 km a mais do que o previsto.
Mas dos males o menor. Como tinha que passar pelo Hortifruti, passei no Barra e vim perdida, mas comendo um delicioso sorvete de chocolate com o Alvinho (o carro), ou você acha que eu ia acertar sempre colocar a colher no lugar? rsrsrs
Até a próxima!

13 de abril de 2013

TOMATES FRESCOS ... Afinal, Quem Precisa de CDHM?

Hoje está chovendo até dizer "chega" no Rio de Janeiro. Cheguei há pouco em casa, correndo para guardar o carro e me esconder deste aguaceiro todo.
E cá estou eu, com o meu Tannat em mãos, filosofando sobre a vida. E uma pergunta crucial ronda minha mente...

Tomates frescos ou Comissão de Direitos Humanos e Minorias?
Estamos morando em um circo ou em um hospício? Tenda ou parede verde?

O assunto desta semana foi o preço do tomate... Disparou! Foi passear em Marte!
Teve apresentadora de TV com colar de tomates em repúdio ao preço da fruta. Como eu prefiro ameixas a tomates, não sei porque eu não tive a ideia de fazer um colar de ameixas, afinal, elas estão a R$ 8,90 o quilo. E a uva??? R$ 13,80 o quilo da Crimson.
Mas o preço do tomate sufocou a inflação que se espreita em nossas mercados. Todos se esqueceram do discurso da presidente dizendo que a cesta básica não aumentaria, sendo que 80% dos itens da mesma aumentaram no primeiro trimestre de 2013...
Brasileiro gosta de show. Que se a tenda seja colocada, afinal, neste momento o Brasil é um circo.
Tomate está caro? OK!!! Aquele que não consegue viver sem esta porcaria de tomate que atire a primeira latinha de extrato!
Quer ver o preço o preço do tomate cair? Pare de comprar, deixe apodrecer no marcado.

O circo do tomate veio substituir a louca decisão da Comissão de Direitos Humanos e Minorias ter sua presidência sido dada como oferenda a um partido cujo presidente é contrário a todas as necessidades da minoria.
Confesso que rolei de rir com os memes do face, dizendo que o presidente não os representa. mas me diga uma coisa... não são os conchavos e barganhas políticas que distribuem as comissões entre os aliados?
Será que somente o presidente do CDHM não nos representa? O presidente da Comissão de Constituição e Justiça, julgado culpado pelo crime do mensalão nos representa?
E o presidente da Comissão do Meio Ambiente, um latifundiário reconhecido pelo seu senso de menos-valia das ações ambientais, nos representa?
Eles não chegaram à presidência destas comissões pela mesma barganha? Pela troca de favores entre "a base aliada"?
TODOS que estão lá foram votados em voto direto pelos brasileiros, que agora dizem que eles não nos representam.
Representam sim, e sabe porque? Porque nós elegemos todos que estão lá. Se não votamos nos partidos das seitas religiosas, votamos naqueles que estão trocando favores com eles. Eu só que não se imaginava uma repercussão tão grande sobre o assunto, afinal, o governo trocou o De Direitos Humanos pelo de Constituição e Justiça  Simples assim!
E sinceramente?  Estão batendo palma para maluco dançar (como diz minha tia). Afinal, como uma pessoa que alisa o cabelo totalmente afro e faz a design de sobrancelha pode chamar os descendentes de africanos de amaldiçoados e ser homofóbico?
Faça-me o favor.... Que se pinte as paredes de verde, afinal neste momento o Brasil também é um hospício.


3 de janeiro de 2013

O BRASIL É UM PAÍS POBRE COM DINHEIRO (1): Caixinha de Natal

Natal se transformou em corrida histérica ao comércio. Supermercados superlotados. Preços lá em cima.
Mas nada me incomoda mais do que a mediocridade da caixinha dos funcionários públicos, concursados, que nos constrangem nesta época.
Eu sempre dou com o maior prazer a caixinha das meninas do salão e os meninos do petshop. As meninas do salão que me servem atenciosas durante o ano todo o cafezinho, a água gelada. Quando chego lá atrasada e morrendo de fome, sempre tem um biscoitinho para dar uma aliviada. Os meninos do petshop, que durante o ano todo entregam ração para todo o zoo que tenho em casa, banho dos cachorros, enfim. São solícitos o ano todo.
Mas sabe uma coisa que ODEIO são os envelopinhos colocados na minha caixa de correio (moro em casa!!).
Eu me sinto constrangida quando empregados do poder público me pedem para dar a "da festinha".
São os profissionais da limpeza urbana - o que varre a rua de dia e o que retira o lixo à noite, e até onde sei, fizeram concurso e são pagos para isso. São os profissionais do correios, da energia elétrica, do gás, da água etc etc etc.Ou os que são terceirizados e perpetuam este hábito.
E aí eu fico pensando cá com meus botões que só um país pobre como o Brasil tem funcionários públicos que acha que tem o direito de pedir "caixinha de Natal" além de receber todos os benefícios da carreira além do 13o .
Se eu der uns dez reais por caixinha (nossa! que mulher sovina!!) eu deveria dar mais de R$100,00 do meu 13o para eles.
Eu acho que esta prática deveria de ser coibida entre os órgãos públicos. Os funcionários públicos batem na minha porta durante todo o mês de dezembro até me achar e pedir, descaradamente (após perguntar pelo marido, pelo filho, pelo cachorro etc.) o dinheiro.
Se o Brasil quer ser reconhecido como país de primeiro mundo, deve começar a agir como tal, iniciando com os funcionários públicos. Talvez um cursinho básico de ética na profissão.
Como a nossa presidente fala "País rico é país sem pobreza", tanto sem pobreza física quanto pobreza de educação, cultura, e principalmente sem pobreza de espírito.

Até a próxima!

(a foto da caixinha é do blog Com As Mãos)