22 de outubro de 2012

PARA CADA CARRO UM CABIDE: Ou Porque Nunca Mais Compro Carro da NISSAN

Há uns cinco meses atrás, comprei um carro zero lindo! Um sonho! Super macio (para quem tem os dois pulsos operados, uma benção!!), econômico ao extremo, compacto, blá blá blá...
Foi paixão a primeira vista! é um NISSAN MARCH. Branquinho... apelidado de Alvinho.
Foi uma história de amor, até que bateram nele no início do mês, perto de sete da manhã na porta da minha casa.
Fiquei (e estou) arrasada!
Acionei o seguro e assim começou a minha via-crucis. Com o carro no reboque, fui recusada na AZZURRA Tijuca.
Carro no reboque, rodei o Rio de Janeiro com ele até achar uma Concessionária NISSAN que fizesse o conserto. Um absurdo!
Um carro zero, do ano, ainda na garantia e as concessionárias não aceitam porque vão receber do seguro e não da pessoa física.
E dá que roda com Alvinho nas costas... lá pelo meio-dia consegui uma concessionária que trabalhasse com seguros, a San Diego, na Barra.
Quando recebi a nota de serviço, fiquei perplexa em saber que meu carro só ia ficar pronto de 30 a 40 dias e que o conserto era feito por terceiros com o carimbo da concessionária.
As peças da NISSAN - sejam elas quais forem, são importadas e demoram uma eternidade para chegar e consertar.
Hoje, passados 14 dias, liguei para a Concessionária para saber a que pé estava o conserto de Alvinho.
Fiquei passada com o que escutei, e abaixo escrevo o diálogo inusitado:
Rosangela:  bom dia, sou a proprietária do MARCH branco placa XXX-YYYY, coloquei meu carro aí para consertar e a previsão está para meados de novembro. Gostaria de saber como está o andamento e se posso contar com pegá-lo antes do prazo.
Atendente: Olha, pedimos as peças dia 17/10, demora uns vinte dias para chegar, mais vinte dias na oficina, mais dez dias disso....dez dias daquilo...
Rosangela: se eu somar estes dias todos, meu carro vai ficar uns 60 dias no conserto! e voces me disseram 30 a 40! Está na nota de serviços!
Atendente: é... por aí...
Rosangela: mas na minha nota de serviços voces deram uma data específica, e eu preciso do carro para trabalhar, para fazer minhas atividades rotineiras!

... é aí que começa a parte bizarra ...

Atendente: a senhora não sabe que não pode ter carro importado para trabalhar?
Rosangela: Como assim?!?!?!
Atendente: quando a senhora comprou o carro não te disseram isso?
Rosangela; não! O vendedor só me disse as qualidades do carro.
Atendente: é... a senhora deveria saber disso! Não pode ter um carro destes para trabalhar, para seu dia-a-dia!
Rosangela: realmente, o vendedor que me fez comprar um NISSAN zero deveria ser processado por propaganda enganosa...
Atendente: é né...

E penso: será que tem gente que compra carro como calça jeans?  A de trabalho e a do fim de semana?

E a partir deste momento, a minha mente criativa começou a funcionar e de repente o céu se abriu e tive um insight! De meu carro pendurado em uma arara de loja de departamentos, e eu escolhendo meu carro novo ao lado de calças jeans...
- será que compro um carro que combina com a calça jeans ou uma calça jeans que combina com este carro? Será que encontro uma carro com brilho para combinar com a roupa da festa rave?

NISSAN? NUNCA MAIS!!!


4 comentários:

  1. Que dizer? Acho que a cia. de seguro deveria providenciar um carro reserva enquanto o seu não fica pronto. A propósito; como está o serviço de transporte público na cidade maravilhosa?

    ResponderExcluir
  2. eu tentei ver isso, mas o meu seguro disse que só no caso de perdas total.
    triste mesmo!
    O sistema público daqui depende da região. Na zona sul e na Tijuca e adjacências é bom, mesmo porque tem a opção do metro.
    Já para a zona norte e zona oeste é um caos! Muito pouco ônibus para muita gente.
    Mas como eu falo, o Brasil é um país pobre que tem dinheiro pois ao invés de colocar um transporte público de primeira qualidade nrefere IPI reduzido, para cada um ter seu carro e ir trabalhar com ele (claro, mais conforto)
    é a visão tacanha de um governo tacanho

    ResponderExcluir