18 de março de 2012

Solidariedade é Preciso!

Quando estava me preparando para a cirurgia de 15 dias atrás, fiquei sabendo que pelo quadro clínico que eu apresentava, teria que fazer uma reserva de sangue. Como a data da minha cirurgia seria logo depois do Carnaval, fui avisada pelo Banco de Sangue que precisaria garantir a minha "cota de sangue" através de doações.
Comecei a falar com as pessoas do trabalho, da minha Casa Espírita, amigos pessoais, familiares, enfim. Mobilizei meio mundo!
No fim das contas, teve um monte de gente doando e tive a certeza que, além do carinho dos amigos eu acabei ajudando na reposição do Banco de Sangue. Os amigos chegavam a se encontrar no Banco de Sangue e ainda faziam a maior bagunça. Ainda bem que a chance de um doador se expulso era mínima.
A operação foi um sucesso e a campanha também.
Hoje estava vendo TV quando passou a campanha do Gianecchini. Ele agora luta pela Abrale, que é a Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia.
E só quando a gente passa na pele o problema é que damos valor a pequenas coisas, pequenos gestos que nada nos custam.
Teve várias pessoas que me disseram que durante a doação de sangue, refletiram porque não fazem da doação uma rotina, e a maioria disse - preguiça.
Temos que nos movimentar em direção do outro. Temos que ser solidários, fazer ao outro aquilo que gostaríamos que nos fizessem.
Que tal começarmos este exercício agora, sem ter que precisar de sangue para saber da importância da doação ou ficarmos doentes para sabermos o quanto é bom receber carinho e atenção.
Vamos lá??? O mais difícil é o primeiro movimento.

E lembrando o lema da ABRALE, 100%  de esforço onde houver 1% de chance.
Até a próxima!

Um comentário:

  1. Não tinha dúvidas que você iria encher o estoque do Banco de Sangue.
    Do jeito que você é especial...
    bjs

    ResponderExcluir