25 de janeiro de 2012

Pragmatismo: Em Busca do Bem Estar

Dieta ... natação ... assim tem sido meus dias.
Eu pensei que não fosse aguentar uma semana, mas que surpresa boa!
Não só estou perseverante na minha proposta de mudança de hábitos - que no início era obrigatório (lembra do post da insulina?) mas agora me faz um bem danado!
E agora estou até ensaiando deixar um pouco de lado alimentos industrializados (enlatados, empacotados, etc). Este fim de semana eu fui para a cozinha fazer meu molho de tomate caseiro. O excesso foi congelado e será utilizado durante a semana. Ficou uma delícia!!! E só em pensar que não tem nenhum "ante" (conservante, aromatizante, colorante etc) faz a comida ter outro valor.
Agora que esta penca de problemas de saúde estão passando, estou retomando o projeto de correr na Marathon du Medoc, com início dos treinos previsto para fim de fevereiro, quando acaba o horário de verão porque meu organismo já vai estar acostumado a acordar as cinco da manhã. Também pelo meu condicionamento físico, que deve estar bem melhor graças à natação e ao ciclismo.
Pra mim só não vinga a tal da musculação. Academia?? Tô fora!
Ah..  vou voltar a inventar umas receitas e postar aqui. Tudo natural! E claro, combinando com um delicioso vinho.
Até a próxima!

17 de janeiro de 2012

Ahh.. insulina...

Eu não poderia ter um olho verde e um azul? Seria uma falha genética também! Pô, mas logo resistência à insulina???
Pois é.. cá estou eu penando em uma dieta restritiva (1200kcal!!!) e exercício físico.
Cozinho toda noite o almoço do dia seguinte. Estou levando o almoço para o trabalho.
Mas até que está fashion! Tem um monte de gente de olho na minha lancheira repleta de frutas e alimentação saudável.
A lancheira é um must à parte, pois é de neoprene e muito fashion. Tem uma parecida no site amo bolsas. Me diga se ela não é fofa demais.
Bom.. deixemos de "peruice" e voltemos ao tratamento...
Neste dois últimos dias, eu tenho realizado uma tarefa longe de onde trabalho, e como não sabia se lá tinha lugar para esquentar meu papá, resolvi almoçar na rua.
Gente do céu! que loucura!
Descobri que nós comemos com os olhos. Eu que acostumei com a comida simples de casa, tive "fome de tudo que era gostoso". Fiquei impressionada como o corpo responde a este apelo visual. Sabe a história de um pouquinho de cada coisa??? É coisa pra caramba! rsrsrs
Ainda bem que amanhã volto para meu trabalho normal, eu e minha lancheirinha recheada de frutas.
A natação têm sido um caso à parte.
Eu resolvi fazer natação porque eu tinha que fazer (ó insulina mardita!!!) Tres vezes por semana. E nada, e nada e nada... Livre, peito, costas...
Engraçado que já na segunda semana, eu gostei de ir. Pegava a minha bicicleta e pedalava até a academia.
Claro que a cada braçada lembrava das calorias que estava perdendo...
Mas ontem foi completamente diferente. Cheguei uma pilha do trabalho e optei por ir simplesmente para relaxar, liberar o stress do dia... tô mudando!
E eu acho que esta deve ser a proposta de vida. Exercício para o bem-estar, para o equlibrio
E tenho certeza que este esforço vai dar resultado. Tudo vai ficar bem.
Até a próxima!

11 de janeiro de 2012

Coisa que dá em gente... se fosse porta, não dava!

Então.. eu sempre fui gordinha, daquelas roliças e saudáveis. Durante toda minha vida fiz exames, me mexe daqui... me mexe dali...
Glicemia? Perfeito!
Colesterol? Bom!
Caminhada diária com os cachorros, alimentação saudável. Minha vida por um prato de rúcula! O cheiro, o sabor então...
"Ah... mas ela toma vinho". Sim! e olha os benefícios do resveratrol!
Mas de uns meses para cá, comecei a ficar muito inchada, me sentindo péssima, com um desgaste mental enorme, me sentindo deprimida. sem motivos! Sabe quando não se consegue levantar da cama? Era eu. Eu mesma.
E todos os exames normais. Sem nada!
Até que meu cardiologista me pediu exames específicos para insulina, e a surpresa! Meu organismo é resistente à insulina. É uma síndrome metabólica genética, não tem jeito!
Isso quer dizer que eu como, produzo insulina normalmente mas ela não é utilizada na totalidade pelo organismo.  Coisa que dá em gente!
Como curiosa que sou, li alguns periódicos científicos e me encaixei totalmente no perfil dos sintomas: fadiga e cansaço mental, inchaço intestinal, depressão (!!!), aumento na pressão arterial (fui uma vez para o pronto-socorro com a pressão lá em cima)
Quando o médico foi me explicando, fui entendendo tudinho. Que coisa de doido!!
"Mens doida in corpore doido"
Fiquei toda alegrinha por descobrir a raiz de tudo, mas aí veio a pior parte (rsrsrs).Tem remédio? Sim, tem. Possível efeito colateral do remédio - depressão (pelo principio ativo e pelo preço rsrsrs) - tô fora!
Tem outro remédio? sim. exercício aeróbico e dieta restritiva. Queimar energia.
E é nessa que estou. afinal fazer o que né?
Como eu O-DEI-O o " e um, e dois, e três... DE NOVO!" das academias, me matriculei na natação. E lá vou eu naquela água quentinha nadar e nadar e nadar
E vamos lá!!
Até a próxima!