1 de outubro de 2011

ABORRECENTES: Será que realmente existem??

No meu post passado, eu recebi um comentário da Márcia, do blog "Eu Quero Simples" bem legal. Ela me disse que Johann nunca vai esquecer a emoção que passou no Rock in Rio ao ver seus ídolos. Eu concordo plenamente com ela.
E comecei a pensar sobre um comentário que às vezes as pessoas fazem sobre seus filhos adolescentes que são isso, que são aquilo etc.
Quando nossos filhos são pequenos, a gente curte vê-los fazendo gracinha, descobrindo o mundo mas ainda completamente dependentes e subservientes à nossa vontade.
Quando chegam na fase adolescente, suas necessidades de descobrir o mundo, ser aceito pelo grupo é acrescida por uma boa dose de hormônios.
E como eles estão descobrindo o mundo, nossas experiências não dizem muita coisa para eles - mas nossos valores sim!! E muitos pais confundem isso. Eles tem que passar pelas suas próprias experiências, e não se conformar com as nossas, pois assim não há aprendizado.
Agora, às vezes queremos que eles formem seu caráter de acordo com a nossa experiência e não nossos valores. Não falamos claramente sobre isso e queremos que eles nos entendam.
Eu sempre falei com Johann sobre drogas, bebidas etc. E neste Rock in Rio tive a oportunidade de demonstrar minha perspectiva sobre esse assunto para ele. Vimos alguns jovens "mortos de bêbados" pelo gramado, passando mal etc. Aí eu falei: "Filho, uma oportunidade única de ver o Metallica (sexta banda) aqui no Rio e esse cara não vai nem chegar a ver o Motorhead (terceira). Valeu a pena ???"
Claro que Johann tem seus altos e baixos, principalmente quando bate a descarga hormonal. Às vezes ele parece o médico e o monstro (rsrsrs) mas eu entendo isso. Só não deixo ele - nestas crises - esquecer os valores que passei, como respeito e educação ao falar com o próximo. Ah... e claro, tentando falar normalmente, afinal como quero que ele respeite ao falar com as pessoas se eu gritar com ele???
Feira cultural - setembro 2011

Até a próxima!!!

2 comentários:

  1. Oi Ro! Eu tambem tenho o meu "aborrecente" e sabemos que nem sempre é facil...mas não adianta querer pular esta fase ou torna-la um tormento implicando, proibindo! Estar ao lado deles e lembra-los de que sempre podem contar com a gente é o segredo, eu acho...La na frente a gente confere, torcendo pra que tudo de certo, nao é?

    ResponderExcluir
  2. se estivermos presentes no mundo deles, com certeza dará certo.
    A jóia bruta que nos foi confiada por Deus será lapidada e se tornará um lindo diamante.
    E é tão importante estar com eles que lá vou eu ... de novo ... Rock in Rio!!!
    bjs

    ResponderExcluir