28 de agosto de 2011

BLOGANDO POR AÍ: o que é um blog??

Dia destes eu resolvi ler um pouco mais sobre blogs para poder fazer um upgrade no meu modesto blog.
Comecei ler, li, reli e cheguei a conclusão de que, ou os blogueiros profissionais são uns manés ou eu não faço nada certo!
Li que a melhor forma de fazer um blog se sucesso é focar em um tema só. Dancei!
Não consigo escrever sobre uma coisa só, tenho tantas coisas para falar! Também não tenho a intenção de gerenciar vários blogs ao mesmo tempo, já pensou? um para cada tema que amo?
Um para viagens, outro para gastronomia, e o meio ambiente então?
Fotos... animais... flores... affff! que lista grande!
Sabe o que resolvi fazer?
Na hierarquia das coisas importantes na minha vida, eu os coloquei junto com as revistas "como fazer", ou seja, como ter um blog de sucesso está junto da como emagrecer em 3 horas... rsrsrs
Vou escrever o que eu gosto, do jeito que gosto, e daí se meu blog não está nos dez mais das paradas de sucesso.
Sabe de uma coisa? E assim é que acho legal, pois este blog se tornou uma catarse de tudo aquilo que habita minha mente e meu coração. Simples assim!
Divido com vocês as fotos que tirei hoje do meu jardim, e ainda bem que não segui o conselho dos sites e fiz um blog só de culinária, senão as planta teriam que ir para a panela para aparecer rsrsrs
Até a próxima!

21 de agosto de 2011

TODAS AS ESTAÇÕES SE TORNARAM SILENCIOSAS

O Homem perdeu a sua capacidade de prever e prevenir. Ele acabará destruindo a Terra (Albert Schweitzer)


Deserto do Atacama (Chile) - foto Rosângela
Nesta semana eu estava montando uma apresentação sobre Segurança Química, de um curso que meu gerente quer que eu ministre, e acabei relendo algumas páginas do livro "Primavera Silenciosa", de Rachel Carson.
Em síntese, este livro expõe os riscos da utilização dos produtos químicos, com ênfase em pesticidas organoclorados (DDT) e os males que causam em nosso meio ambiente. Enfim, não quero rebobinar 50 anos de história aqui e sim mostrar o quanto estamos - enquanto sociedade civil - deteriorando absurdamente nosso planeta.
Antigamente as empresas eram as grandes vilãs da poluição mundial. Atualmente temos legislações ambientais cada vez mais restritivas. Até uma simples oficina mecânica tem que fazer seu manifesto de resíduos com a destinação do óleo lubrificante usado.
Mas e quanto ao resíduo doméstico, o que fazemos? Porque nossas ruas são tão sujas, porque temos tantos vetores de doenças em nossas cidades?
Simplesmente porque nossa prefeitura não cumpre seu papel fiscalizador. É como se fosse a mãe de um filho mimado (sociedade) que coloca embaixo do tapete as marcas dos erros do filho.
As pessoas estacionam nas calçadas, jogam lixo na rua, criando verdadeiros lixões. A prefeitura não cuida dos vazamentos de água em suas ruas.
No Rio de Janeiro entrou uma lei que proíbe o motorista de ônibus a dirigir a mais de 50Km, passível de multa. Gente do céu!!! Os motoristas continuam a 80Km, e esta lei ainda virou motivo de chacota!
As legislações que tratam de multas são apenas objetos de barganha. Os fiscais não fiscalizam, o canal de reclamações da prefeitura são apenas para constar.
E na realidade os que estão no poder são apenas reflexos da sociedade mal-educada e permissiva - que somos nós mesmos!
O que precisamos na realidade é de um poder público presente e austero, capaz de dizer NÃO à corrupção que ronda nossos prefeitos, governadores e servidores públicos.
Antigamente apenas a primavera era silenciosa.
Hoje em dia, não escutamos um único som de todas as estações.
foto: Rosângela

Até a próxima!

20 de agosto de 2011

QVA 2011 - Preparativos da Festa

Como já disse uma vez no post do QVA do ano passado, a minha casa é sede de um evento anual que reúne um grupo de amigos muito queridos que por conta das correrias do dia a dia, não tem tempo de estar sempre juntos.
Este ano eu resolvi fazer uma decoração diferente, e me inspirei em motivos orientais.
Achei no centro da cidade (e dá-lhe SAARA) umas miniaturas de vestidos japoneses que são porta-garrafas, muito fofos! Coloquei na mesa principal dos queijos
Comprei leques para enfeitar as mesas e uma fazenda com escritos japoneses para cobrir as mesas

foto: Maria Helena Cordeiro 
foto: Maria Helena Cordeiro
foto: Maria Helena Cordeiro
 Para estes eventos, eu sempre faço enfeites para as mesas e lembrancinhas.
Sempre gosto de fazer enfeites com flores naturais, mas este ano me surpreendi com o valor exorbitante das flores, um absurdo total!
Então pensei... pensei ... pensei...
 E acabei bolando estas lembrancinhas que ficaram o máximo, não acham?
Comprei caixinhas de madeira reciclada e leques de madeirinha e juntei miniaturas de personagens japoneses
 Coloquei areia branca e uma velinha na forma de agave
 Diz a verdade, não ficou lindo???!!!
   Até a próxima!!

7 de agosto de 2011

ELAS ESTÃO VOLTANDO...

Lembra da semana passada? O stress que eu estava por conta de acontecer "tudo junto de uma vez"?
Pois passada a semana, as coisas acabaram se ajeitando. No meu trabalho as coisas acabaram dando certo e pude finalmente tirar parte das minhas folgas, acumuladas desde abril (!!!). 
A Sam operou na quarta-feira e tudo deu certo. Como eu estava lotada de trabalho, tinha que correr nos lugares na hora do almoço para ir comprando as coisas que precisava para a cirurgia dela, desde remédio até colchonetes para ela dormir na sala. Deu tudo certo, ela teve um edema, provavelmente por ficar muito tempo deitada com o peso de singelos 40kg sob a cirurgia, mas ontem mesmo o remédio começou a fazer efeito e o edema diminuiu. A única coisa que aumentou foi o dengo. Tá muita coisa! Nos primeiros dias eu ia na cozinha e ela a gemer baixinho.
 
E hoje o dia começo muito lindo! aqui no Rio um sol maravilhoso, o filhote fora em um evento de Anime com os amigos e o silêncio reinando... até pude ler meus pensamentos. Que coisa boa!
E que manhã maravilhosa! Céu claro, temperatura gostosa, eu e meu jornal do jardim, os pássaros cantando.
Começo a descobrir o caminho de volta das minhas palavras. No máximo da alegria, aquele churrasquinho vagabundo na churrasqueira portátil.
Tudo em "slow motion".
Namorei meu jardim, meus animais, fui brindada com uma nova florada das minhas orquídeas e do silêncio de um dia de domingo em um bairro residencial do Rio.

E pra que tudo isso? É a forma de Deus brindar sua filha e lembrá-la que viver é isso. Passar por dificuldades, por facilidades, por alegrias e tristezas. Mas no final tudo dá certo, se não dá certo é porque ainda não acabou.
Brindo você até com esta versão da música "Stairway to Heaven" que meu filhote me mostrou. Foi um momento muito bonito. Esta semana o filhote fez uma coisa que me desagradou muito e acabamos brigando. Ele ficou um tempo sem falar comigo, e eu estava muito chateada com ele. E como todo adolescente ele se trancou no quarto dele.
Passados dois dias, comecei a escutar esta música vinda do quarto dele. Fui falar com ele sobre esta música e ele me disse : "- é assim que me aproximo de você, eu sabia que você ia gostar". Ele sabe que só a música para acalmar meu coração sofrido.
E para terminar esta volta ao meu caminho natural, escrevo aqui o poema Desiderata, que tem tudo a ver com o que passei durante as últimas semanas

Desiderata
Autor Desconhecido / Achado na igreja de Saint Paul, em Baltimore, 1692
 
Vá calmamente, entre o barulho e a pressa, e lembre-se da paz que somente existe no silêncio.
Na medida do possível, e sem se atraiçoar, tenha boas relações com todas as pessoas.
 Diga a sua verdade quieta e claramente. Ouça os outros, mesmo os obtusos e ignorantes. Eles também têm uma estória a contar.
 Evite as pessoas ruidosas e agressivas. Elas são tormentos para o espírito.
 Se você se comparar aos outros, você se tornará ora vaidoso, ora amargo, pois há sempre pessoas que lhe são inferiores ou superiores.
 Goze tanto as suas realizações quanto os seus sonhos. Mantenha-se interessado naquilo que você faz, por humilde que seja. Aquilo que você faz é algo que você realmente possui, num tempo em que tudo muda sem parar.
 Pratique a prudência nos seus assuntos comerciais, pois o mundo está cheio de trapaças. Mas não deixe que isto o faça cego para as virtudes que existem. Muitas pessoas se esforçam por ideais altos. Por toda parte a vida está cheia de heroísmo.
 Seja você mesmo. Não finja afeição. E nem seja cínico acerca do amor. A despeito da aridez e do desencanto, ele renasce tão teimosamente quanto a relva.
 Aceite com elegância o conselho dos anos, deixando graciosamente para trás os prazeres da juventude. Crie força de espírito para proteger-se na desgraça repentina. Não se aflija, porém, com coisas imaginadas. Muitos temores nascem do cansaço e da solidão.
 Tenha uma disciplina saudável, mas seja gentil para consigo mesmo. Você é um filho do universo, tanto quanto as árvores e as estrelas. Você tem o direito de estar aqui. E, quer você saiba disto ou não, o fato é que o universo caminha como deve. Por isto, esteja em paz com Deus, não importa como você pensa que ele é.
 A despeito da barulhenta confusão da vida, mantenha-se em paz com a sua alma.
 Com todos os seus enganos, labutas e sonhos não realizados, este continua a ser um belo mundo. Cuide-se. Esforce-se por ser feliz...

Até a próxima!