13 de maio de 2011

ENTRADAS E BANDEIRAS (3): São Pedro do Atacama

Saindo da aduana depois do Deserto de Salar, fomos para a cidade de São Pedro do Atacama. Fala-se muito desta cidade por ser o povoado de um sítio histórico, mas eu achei um saco!
São Pedro do Atacama é considerada a capital arqueológica do Chile. Estima-se que este povoado existe há mais de 11.000 anos. 
Não tem nada lá, a não ser preços exorbitantes e infra-estrutura ruim. Tivemos que passar nossa noite comendo sanduíche com vinho, por falta de coisa de coisa melhor. Na cidade só tem mesmo venda de artesanatos e lembranças. Caríssimos!!!
Durante o dia a cidade fica deserta, porque estão todos nos passeios pelos sítios arqueológicos. Estivemos pesquisando depois que passamos por lá, e fica mais em conta se hospedar na cidade de Calama, ao norte do sítio arqueológico, e apenas visitar São Pedro do Atacama, já que as cidades são mesmo para dormir.
Ficamos no hotel Katarpe, com uma proprietária bastante simpática, que ficou perplexa em saber que aqui no Rio a umidade relativa média é de 65% enquanto lá chega a 20%. Em certos períodos do ano é de 6%. Para você ter uma idéia, a Organização Mundial de Saúde determina que UR de 20% é estado de alerta e abaixo de 12% é considerado estado de emergência.
a Igreja acima foi construida em 1557
Como não chove, as construções tem o telhado de adobe (tijolo de argila seca) e um tipo de palha. Viagem total!! Dá para imaginar um telhado assim no Rio de Janeiro, com esta chuva toda de hoje? Rsrsrs
Na região tem uma coisa fantástica que é o turismo astronômico (não conhecia essa hein???). Com toda aquela altitude e o deserto, o céu é apropriado para observações astronômicas. Agora... como as estrelinhas aparecem à noite (pena ...) prepare-se para congelar, com temperaturas negativas e sensação térmica chegando a -20C. 
onde estou??? 
Tanto que na propaganda dos passeios está escrito “transporte e bebida quente” rsrsrs
Lá também tem o vale da Lua, que parece que estamos em outro planeta ... ou na lua!
De São Pedro fomos para o Tatio Mallku, conhecer os geisers, mas isso é outra história!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário