1 de maio de 2011

A COZINHA E EU (3): Posta de Cação Assado

Não sei como é a sua prole, mas a minha tem um problema sério com espinha de peixe! Johann, que é a personificação da preguiça não come peixe simplesmente porque não gosta de catar espinhas.
Então, ou ele não come peixe e cisca o prato todo ou eu perco um tempão catando as espinhas dele. Claro que cato! Sou mãe, mimo Johann e quero que ele coma peixe!!! rsrsrs
Como eu mesma já não aguento mais comer frango (estamos diminuindo a ingestão de carne vermelha), resolvi fazer um peixe especial fim de semana.
E assim eu fui escolher um peixe que não tivesse espinhas, para fazer no almoço de domingo. E o escolhido foi o cação, que só possui a espinha dorsal.
Comprei ontem algumas postas e resolvi fazer assado. Fiz uma receita muito simples, básica mas valeu a repetição do prato por parte da prole... Bom sinal!
Como o cação não absorve muito bem os temperos, tem que ficar marinando por um tempo (algumas horas).
Receita do meu marinado para esse peixe:
- sal e pimenta branca à gosto,
- coentro
- alecrim
- 2 dentes de alho
- 1 limão (eu não gosto muito do gosto limão na comida, por isso coloco pouco)
- um pouco de molho shoyo (eu amo mas se vc não gostar, tire)
- uma folhinha de louro
É bem básico, e vale as suas próprias variações.
Na hora de assar, coloque em assadeira com azeite. Eu sempre polvilho gergelim preto tostado, para dar o diferencial no gosto. Assando15 minutos de cada lado e está pronto um prato saudável que a prole não reclama de catar espinhas! O cação não é tão saboroso quanto outros peixes, como o dourado ou namorado, mas fica muito gostoso se você deixa marinar por um bom tempo, pode até ser de um dia pra outro.
Eu não consigo utilizar todo o tempero que compro, por exemplo, um molho de coentro é muita quantidade haja visto que faço o suficiente para a refeição, pois não gosto de que a comida role na geladeira.
Como eu acho um desperdício jogar fora o tempero, eu congelo o excedente.
Não é pelo valor, afinal um molho de coentro custa alguns centavos, mas pelo simples fato que um ser vivo - mesmo um vegetal - morreu para que eu pudesse me alimentar. Então (filosoficamente) eu acho um despedício de vida jogar fora - mesmo um simples coentro. E isso faz parte da Simplicidade Voluntária.
Então, quando eu comprei o livro Ervas Culinárias, eu aprendi a preservar o tempero no congelador por até seis meses.
Comprei este livro depois da segunda vez que perdi minha horta de ervas por causa das chuvas (muito) fortes aqui no Rio, pois este livro ensina o cultivo. A propósito, para quem gosta e tem interesse em cultivar mesmo em pequenos espaços e armazenar temperos, este livro é muito bom!
O que se faz?  O excedente que sobrou do tempero fresco (coentro, cheiro verde,manjericão) e lavo e coloco a solução antisséptica. Depois eu pico pequenininho (diminui o volume) e coloco na forminha de gelo. Completo com água filtrada e coloco no congelador. Depois que os cubinhos de gelo e ervas ficarem congelados, pode tirar e colocar em um saquinho para armazenar. Para utilizar coloca-se direto na panela - simples assim!

Até a próxima!

Um comentário:

  1. Oi Ro,
    sou igual ao Johann, odeio espinha!
    fiz sua receita, ficou uma delicia!
    espero mais receitas
    bjs
    João Carlos

    ResponderExcluir