30 de janeiro de 2011

DOMINGO DIFERENTE - Taoismo

Hoje foi um domingo diferente. Nada de dormir até tarde, ficar tostando na piscina, no "ócio criativo" (valei-me Domenico de Masi...)
Hoje fui com minha amiga Drica conhecer a filosofia taoista, na Sociedade Taoista do Brasil, no Cosme Velho. 
è um lugar de muita harmonia, silêncio, o que nos proporciona momentos de intensa reflexão.
O taoismo é uma escola de pensamento filosófico chinês que se baseia nos textos do Tao Te Ching, atribuídos a Lao Tse, e nos escritos de Chuang Tse.
O ideagrama TAO significa "caminho", e exprime o conceito filosófico de absoluto. Um caminho só tem sentido e efeito reais quando existem três elementos atuando simultaneamente: o caminhante, o caminho e o ato de caminhar. Um caminho que existe, porém não é trilhado, não tem utilidade. Da mesma forma, caso exista o caminhante, mas não exista o caminho, o caminhante não saberá por onde caminhar. Finalmente, caso exista caminho e caminhante, ainda assim, dependemos de um terceiro elemento: o ato de caminhar. Ou seja, a condição Absoluta de ser só pode ser encontrada através de experiência pessoal; o Absoluto existe somente quando nos integramos a ele. . Um caminho espiritual precisa ser praticado para que possa ocorrer a realização pessoal do praticante. Por isso, Lao Tse escolheu o termo “caminho” para representar o Absoluto. 
Tao significa Caminho e Te significa Virtude. Então, literalmente traduzindo, Tao Te Ching significa Livro do Caminho e da Virtude. Caminho é aquele que nós realizamos interiormente e Virtude é aquilo que nós realizamos exteriormente. 

O ritual foi muito interessante, que para o calendário chinês, foi o último do ano, já que dia 03/02 comemora-se o ano novo chines de 4079. 
Do taoismo temos o Feng Shui, que estuda a relação do homem com seu ambiente, baseado na observação das estrelas, o relevo das montanhas, a forma dos rios, ruas e construção e a disposição dos móveis e o I Ching, que significa Livro ou Tratado das Mutações. É um tratado cujos textos sagrados orientam-se para a razão do Universo e é um dos mais importantes livros na cultura chinesa. Oferece um complexo e meticuloso manual para a compreensão do constante fluxo energético que continuamente cria e altera o mundo em que vivemos.
Eu, particularmente, achei os conceitos muito difíceis de entender, com uma complexidade muito grande. Mas foi uma experiência tão interessante, com uma base filosófica tão rica que vou me aprofundar um pouco mais nesta filosofia, mesmo porque convivemos com os simbolos e práticas do taoismo em nosso cotidiano - Yang Yin, I-Ching, Feng Shui, Tai Chi Chuan, entre outros e na realidade não conhecemos a origem, o significado.

 Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário