7 de setembro de 2010

NOSSO LAR – Um Filme Maravilhoso!

Eu sempre fui bastante crítica quanto a assistir filmes cujos livros eu já tenha lido. Para mim foi uma decepção ver filmes como A Casa dos Espíritos (Isabel Allende), O Iluminado (Stephen King), Dracula (Bram Stroker) e tantos outros. Eu acho que o filme fica muito aquém do livro. Talvez pela minha mente um tanto quanto viajante ser mais fértil do que a dos roteiristas (heheheh).
Mas hoje, fui prestigiar o filme Nosso Lar, que estreou na sexta-feira, dia 03/09. A minha primeira grata surpresa foi saber que todas as sessões de todas as salas estavam esgotando. Encontrei uma senhora muito simpática na fila da entrada que me disse o seguinte: -“todo mundo diz que não acredita, então tem só tem fantasma na fila”. Achei o máximo o comentário dela! Na poltrona atrás da minha tinha uma companheira do mesmo Centro Espírita que freqüento – CELD, ou seja, me senti em casa! E passa pipoca pra lá, passa refrigerante pra cá, enfim...
Mas vamos ao que interessa – o filme.
Como eu tinha falado no primeiro parágrafo do post, eu tenho muitas reservas quanto a livros que viram filmes, mas Nosso Lar superou vertiginosamente todas as minhas expectativas.
Tirando a primeira parte, quando mostrava Andre Luiz no umbral, quando a voz dele narrando estava baixa em relação ao som de fundo, o resto foi fantástico.
É claro que o filme tem muito menos história do que o livro, mas as cenas que foram selecionadas foram suficientes para espelhar com clareza  para o público o que seja a colônia espiritual Nosso Lar, como é a “vida após a vida”, e como é feito o intercâmbio entre os diferentes planos do mundo.
Emmanuel entrou no filme. Embora ele não seja personagem do livro – ele “apenas” escreveu a mensagem inicial – a presença dele é justificada pela importância que representa como autor espiritual e participante deste grupo espiritual formado por ele, Chico Xavier e Andre Luiz.
Confesso que chorei: Quando chegam os primeiros “mortos” da guerra, e os habitantes de Nosso Lar saem para ampará-los, eu chorei tanto! Ainda bem que o cinema é escuro e ninguém viu!
Vale a pena ver! É um filme muito bonito, feito com muita emoção, por uma equipe fantástica de profissionais. E a trilha sonora então??? Feita por ninguém menos que Philip Glass, um dos maiores músicos da atualidade (não acredita? Digita no Google rsrsrs)
Frases marcantes do livro são inseridas no filme, o que traz o pensamento de Andre Luiz de uma forma muito envolvente, e uma delas eu trago abaixo para você:
"Uma existência é um ato.
Um corpo - uma veste.
Um século - um dia.
Um serviço - uma experiência.
Um triunfo - uma aquisição.
Uma morte - um sopro renovador
Quantas existências, quantos corpos, quantos séculos, quantos serviços, quantos triunfos, quantas mortes necessitamos ainda?"

video

3 comentários:

  1. realmente este filme é maravilhoso! não é a toa que já é campeão de bilheteria em apenas um final de semana.
    Eu acompanho o seu blog e fico encantado de como você é versátil nas coisas que escreve! Vinho, viagens, estilo de vida, culinária, enfim, de tudo um pouco!
    Voce é uma pessoas bastante interessante!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. realmente Emmanuel
    é um filme para nos chamar a atenção sobre o reflexo dos nossos atos quando reencarnados
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir