15 de maio de 2010

ATAVISMOS DE MINH'ALMA

Há muito tempo atrás, quando a vida era muito mais fácil para mim, e o Universo era uma grande sinfonia cósmica, eu - como boa cigarra - gostava muito (mesmo!!!) de cantar.
Blues & Jazz sempre foi meu forte, e sempre foi aquele estilo de música que me embala as tardes/noites na varanda (com um vinho, claro!!!)
Pensei por um tempo que eu tivesse tempo, e cheguei a ingressar no coral da UN-RIO, mas os embarques constantes me tiraram este prazer.
Eis que estou aqui hoje, que pela hora já é amanhã e me vejo com uma vontade insana de cantar.
Já ensaiei algumas notas, contralto que sou, com uns falsetes à la Byllie Holiday, mas ainda precisando de alguns "John Contrane na veia" para me animar mais e soltar a voz sem me incomodar com o que passa em volta.
Já coloquei o Torrontes na taça e falta pouco para eu incorporar uma grande diva e mandar o mundo rodar sozinho, sem mim.
Confesso que nos últimos dias tenho me dedicado na íntegra a fazer coisas que me deixam (muito) feliz, que representam para mim a Rosangela que muitos de voces jamais conhecerão, porque esta só se faz presente quando despida de maquiagem e echarpes, e se senta deselegantemente no sofá, solfejando California Dreamin com a labralouca e o vira-latas ao seu lado. 

Confesso que ter achado a passagem secreta foi um grande divisor de águas, que ainda estou com medo de ultrapassar esta passagem, que muita coisa vai mudar - radicalmente - mas com certeza a passagem me reserva um belo jardim sem que a labralouca consiga detruí-lo.

Até lá, que o santo BB King me inspire a uma noite mais poética que a lua cheia...

Beijos e até a próxima

Um comentário:

  1. Amiga, é uma música que fez parte de uma fase de minha vida, antes mesmo de eu conhecer vocês...

    ResponderExcluir