23 de fevereiro de 2010

LIMÃO NO COPO - Mais uma vez a culpa é do limão!!!!

Recebi este email de minha sobrinha linda e de um amigo do trabalho. Então resolvi fazer um texto sobre o velho vilão – O LIMÃO!

Não sei por que o pessoal não gosta do limão!

Este já é o segundo email que respondo a respeito das mortes ocorridas devido ao uso de limão.

Já não podemos comer camarão com limão, e agora não podemos beber cerveja com limão? Nem refri com limão?

Como poderemos saciar nossos prazeres gastronômicos assim?
A frustração bate à minha porta ....
Mas antes de afogar minhas mágoas em um guaraná com uma rodela de maçã, vou me divertir um pouco...
Meu texto está em vermelho...
LIMÃO NO COPO
MICHELLE MARTINS CARVALHO MUNIZ
Fisioterapeuta Dermato Funcional
Venho, através desta, informar um desastre ocorrido, infelizmente, em minha família.
Viajei com meu irmão na passagem do ano para a famosa praia de CAMBORIÚ-SC. No sábado (04/01/06) fomos nos divertir em uma casa noturna chamada IBIZA onde havia muita gente bonita, ambiente aconchegante.. Foi uma noite superdivertida.
No domingo de manhã meu irmão acordou com fortes dores no estômago, febre alta e espasmos musculares.
De imediato levamos ao HOSPITAL SANTA INÊS em Balneário Camboriú.
Muitos exames e 4 dias de internamento depois, de início, eu suspeitava que os médicos soubessem o que ele tinha, mas não queriam contar.
Falavam que, possivelmente, fosse uma Salmonella, mas eu descartei a possibilidade já que nossa alimentação havia sido somente em casa. No dia 08/01/06 meu irmão infelizmente veio a falecer e, como os médicos ainda não haviam nos passado o diagnóstico, contactei meu advogado que entrou em contato com o Hospital.
Blá blá blá ... já perceberam que nestas histórias sempre morre alguém? Parece o jogo CLUE (ou Detetive).
E esse pessoal é vitorioso! Passar uma noite inteira “superdivertida” sem ao menos beliscar um amendoinzinho? Um pãozinho! Ai que eu queria ser assim!
Tivemos uma reunião diretamente com o Diretor do Hospital. Para nossa surpresa o caso era o seguinte: as casas noturnas servem cervejas LONG NECK, e muitas pessoas pedem para que seja colocada uma FATIA DE LIMÃO para um 'toque especial' (e porque não dizer mortal).
Bom, aqui não faço nenhum comentário científico, mas estético. Imagino o garçom tentando enfiar uma rodela de limão no gargalo de uma cerveja Long Neck, deve ser nojento e no mínimo fazer uma grande sujeira no bar .... se eu fosse o dono, proibiria esta lambança! Imagine o cheiro deste “ambiente aconchegante” ?
Decidi fazer umas pesquisas por conta própria, já que tenho um amigo próximo, pesquisador da escola de biologia Universidade Federal de Santa Catarina.
Imagino a dupla ... Tenho pena da fama que os pesquisadores da UFSC estão levando...
Desta forma, pude descobrir que, apesar de tudo estar sendo abafado pelos fabricantes de cerveja, o problema, está nos limões fatiados que não são utilizados prontamente, e muitas vezes eles são fatiados antes mesmo dos bares e restaurantes abrirem, durante a tarde.
Aqui começa a diversão – a explicação do óbito do sujeito...
Ácido cítrico do limão 'velho' em ação com os conservantes estabilizantes excessivos presentes na cerveja
Bom ... O ácido cítrico É um conservante, além de ser utilizado na preservação de alimentos. Exatamente o efeito contrário do que diz este “alerta científico”.
São um paraíso para micro organismos já existentes naturalmente nas cervejas (Sacarovictus Coccus Cevabacillus ativus)
Alguém teve a curiosidade de ver se este “micro-organismo” existe? Não, ele NÃO  existe!
Via de regra, as cervejas são feitas com água, cevada maltada e lúpulo, fermentados por levedura. tem como micro-organismo o Saccharomyces cerevisiae.
Ah... na fabricação da cerveja, o lúpulo tem um efeito “antibiótico”, o que deixa com que os outros micro-organismos indesejáveis não se proliferem, ou seja, não teria como o nosso monstro Sacarovictus sobreviver.
E claro, para fechar raciocínio – já no consumo da mais apreciada bebida do brasileiro - uma das características do ácido cítrico é que ele é anti-bacteriano. Então imaginem o genocídio bacteriano na hora em que se pingam as gotinhas de limão na cerveja... Faz um bem danado!
se tornando um veneno letal tipo draft. O resultado é a produção de uma toxina altamente nociva ao nosso organismo..
Por favor! Não quero comentar esta frase!!! Só repetí-la: “veneno letal tipo draft” ….
A sugestão para quem talvez não acredite nesta mensagem seria pedir que o garçom fatie o limão NA HORA E NA SUA FRENTE,
E claro! mande-o diretamente para o banheiro lavar as mãos, senão ele pode ter uma fito-fotodermatose, ainda mais nas barraquinhas à beira-mar...
isso minimiza e muito risco de qualquer tipo de infecção...
Peraí ... Mas ela não estava falando de intoxicação? De onde saiu esta infecção??
Peço humildemente que divulguem este e-mail, nada trará meu irmão novamente, mas muitas vidas poderão ser poupadas.
Interessante que, se historicamente a cerveja existe desde 4.000 a.C. como que este problema só foi detectado mais de seis mil anos depois? A AMBEV tem que trocar seus mestres-cervejeiros...
Nessa até refrigerante com a famosa fatia de limão, ou a cuba libre. PROTEJAM-SE E PROTEJAM OUTRAS VIDAS!!!!!!!!!
Ou limonada suíça, ou até mesmo a Tequila (já que ela colocou refri no meio, porque não posso colocar um destilado?)! Imagine quantos mexicanos já não morreram assim? Tem um controle populacional melhor?
Vou mais além ... E aquele torta de limão com a raspinha em cima? Morte certa!
LIMÃO NO COPO - avisem os filhos, amigos, irmãos, enfim todos
Não guardem o limão depois de cortado, nem na geladeira adianta!
Sabias disto? Eu não...
O máximo que pode acontecer é o limão ficar mais azedo! Que nem a alma de quem escreveu isto!!!

Mais uma vez eu repito; tomem muito cuidado com o que repassam  pela internet. A gente não sabe quais ações as pessoas menos avisadas podem tomar.

Até a próxima - se a torta de limão da geladeira deixar...

5 comentários:

  1. Parabéns, adorei a forma irônica que vc tratou esse assunto. Eu já tinha ficado até assustado.

    Se não se incomodar, vou repassar essas respostas aos meus contatos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Paulo! Legal seu comentário!
    Escrevo estas coisas de forma irônica pois acho um absurdo os spams que chegam em nossos email com as maiores bobagens, sejam elas abordando a parte científica ou filosófica... Nesta linha do limão também tem um post de nov/2009 sobre arsênico e camarão (!!!!) e sobre textos apócrifos há post sobre Toulouse-Lautrec e Shakespeare.
    Divirta-se!!!
    E claro! pode repassar, pois quanto mais pessoas souberem sobre estes falso textos, melhor!!!
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  3. Esse é o único aviso sobre limões!

    Por: Saúde & Lazer
    Dez-2009
    Especialista esclarece sobre perigo da contaminação pela casca da fruta
    Utilizar fatias de limão para dar um toque especial em águas, refrigerantes ou bebidas alcoólicas pode ser perigoso. O hábito, que é comum em restaurantes, bares, e em algumas residências, com o objetivo de acrescentar um sabor cítrico à bebida, pode causar algumas doenças. O problema não está na fruta, mas na forma como ela é usada, já que na maioria das vezes não recebe a higiene necessária antes do consumo. "A casca do limão pode estar contaminada com bactérias que podem provocar, direta ou indiretamente, algumas doenças", alerta o Dr. Durval Ribas Filho, médico nutrólogo e presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran).

    O médico nutrólogo assinala que é comum que a casca do limão esteja infectada com coliformes fecais, e possivelmente também com salmonelas. A presença de parasitas intestinais, segundo ele, pode acarretar em verminoses intestinais e, consequentemente, desencadear doenças gastrointestinais, como quadros de diarréia aguda ou crônica.

    "Devido a essas possibilidades de contaminação, não recomendamos o limão fatiado, e sim o suco", aconselha o médico. Ele ainda explica que, caso o uso da fruta em forma de suco não seja possível, o ideal é descascá-la, lavando sempre as mãos, para que a fruta sem casca não acabe infectada. Se for necessário utilizar o limão com a casca, então é preciso lavar bem a fruta antes do consumo.


    Parabéns pelo post, muitas pessoas acreditam em tudo que lêem, sem ao menos buscar maior conhecimento!

    ResponderExcluir
  4. Lendas urbanas; as ninhas preferidas são a do celular que explode e a do xixi de rato na latinha de cerveja.

    ResponderExcluir

  5. A pergunta que fica é: isso é verdade ou não passa de mais um mito de internet?
    Segundo o infectologista e chefe da disciplina de clínica médica da UNIFESP Dr. Paulo Olzon, isso não é verdade. “É puro terrorismo”, afirma. O que se deve dar atenção é quanto a contaminação que as frutas podem causar se não lavadas corretamente. “O ideal é espremer o conteúdo da laranja e do limão no copo. Se for fazer, por exemplo, uma limonada com a casca, é preciso lavar a fruta muito bem, pois os microorganismos contidos nela podem contaminar a bebida”, explica.

    ResponderExcluir