17 de agosto de 2009

DESERTOS E EMOÇÕES - Minhas Viagens

(Entrada da Casa de Pablo Neruda)
Em 2007, eu tive a oportunidade de viajar pela América do Sul de carro.
Foram quase vinte dias onde eu descobri um mundo inteiramente novo. Desci até Santa Catarina, onde entrei por Dionísio Cerqueira.
De lá cruzei o noroeste da Argentina e cheguei a Salta, uma das cidades mais bonitas e culturais que já conheci. Seus museus me encantaram e lá eu tive meu primeiro “porre” de champagne (ah... época do dólar baratinho...)
Cruzei a Cordilheira dos Andes, para conhecer o Gêiser El Tatio, que fica próximo a São Pedro do Atacama, já no Chile. De lá, desci pelo deserto do Atacama até chegar a Viña Del Mar e a Isla Negra.
Isla Negra ... Foi um dos poucos lugares até hoje que mais me emocionaram. Vi e toquei a casa e os objetos de Pablo Neruda, que se fosse possível, não precisaria ter braços, pernas, rosto, apenas coração. Como chorei! Parecia que eu sentia sua poesia em cada parede da casa.
Entrei de novo na Argentina e conheci Córdoba, Mendoza, tantas cidades bonitas e peculiares – e de lá – BRASIL!

Nenhum comentário:

Postar um comentário