24 de dezembro de 2009

O AMOR É UMA FILOSOFIA DE VIDA

E assim, depois de muito esperar, num dia como outro qualquer, decidi triunfar...
Decidi não esperar as oportunidades e sim, eu mesmo buscá-las.
Decidi ver cada problema como uma oportunidade de encontrar uma solução.
Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis.
Decidi ver cada noite como um mistério a resolver.
Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz.
Naquele dia descobri que meu único rival nao era mais que minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de as superar.
Naquele dia, descobri que eu não era o melhor e que talvez eu nunca tenha sido.
Deixei de me importar com quem ganha ou perde, agora me importa simplesmente saber melhor o que fazer.
Aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim deixar de subir.
Aprendi que o melhor triunfo que posso ter, é ter o direito de chamar a alguém de "Amigo".
Descobri que o amor é mais que um simples estado de enamoramento, "o amor é uma filosofia de vida".
Naquele dia, deixei de ser um reflexo dos meus escassos triunfos passados e passei a ser a minha propria tenue, luz deste presente.
Aprendi que de nada serve ser luz se nao vai iluminar o caminho dos demais.
Naquele dia, decidi trocar tantas coisas...
Naquele dia, aprendi que os sonhos sao somente para fazer-se realidade. E desde aquele dia ja nao durmo para descansar...
Agora simplesmente durmo para sonhar."
(Walt Disney)

video

Recebi este vídeo em 2008, mas quero compratilhar com voces a mensagem, pois acima de tudo, a nossa vida é um eterno aprendizado.
Que possamos ver o Natal não apenas como uma troca de presentes ou ida ao shopping na última hora, mas realmente o que ele representa.

Uma oportunidade única do ano de refletirmos sobre nossa vida, sobre nós mesmos, e com a simbologia do nascimento do Senhor Jesus, propormos não mudar o mundo, mas a nós mesmos, empenhando nos votos de fim de ano no renascimento moral de um Espírito disposto a enfrentar muitas lutas, mas humilde ao agradecer ao Pai Maior as alegrias recebidas.

FELIZ NATAL!

MEU ANIVERSÁRIO - Amigos do Trabalho

(fotos: Caçador e Devassa)



Bom ... para quem não sabe, eu faço aniversário no dia 25/12, e é obvio que comemorar aniversário junto com Jesus é uma competição, digamos ... desleal
E o que é muito bom, pois afinal de contas nós brasileiros moramos no "Coração do Mundo, a pátria do Evangelho"
Mas diferente das pessoas que nascem nos demais 364 dias, eu não tenho a oportunidade de comemorar meu aniversário com meus amigos no próprio dia.

Então, na verdade, eu comemoro com meus amigos antes e depois do meu aniversário, o que é muito bom!
Este ano eu iria comemorar com o pessoal do trabalho apenas depois do expediente, mas tinha pessoas queridas que não poderiam estar presentes por viajarem ou compromissos já marcados antes de eu fechar a programação.


Então os "Meninos Seguros" (pessoal da Segurança do SMS) marcaram de almoçar e festejar.
Não vou entrar nos detalhes da escolha do lugar, que foi deixado a cargo do caríssimo Helgrem (Hell Boy para os mais chegados rsrsrs) mas no fim das contas tivemos que caminhar mais de meia hora no sol escaldante do Rio para chegar. Por isso tão "queimadinha" nas fotos.
Acabamos em um barzinho chamado Caçador na Santo Afonso, e foi muito divertido, ainda mais com Brandão monopolizando a máquina fotográfica com suas "auto-foto".


Segunda Parte: "A NOITE É UMA CRIANÇA"


No fim do dia, depois daquela moleza causada pelo chopp do almoço e pela caminhada infernal e pela proximidade das férias, comecei a segunda parte das comemorações.
Eu tinha feito uma reserva no DEVASSA Tijuca e foi simplesmente maravilhoso!
Meus amigos queridos passaram por lá, nem que fosse para me dar um beijo, o que foi muito bom!
Afinal, depois do horário do trabalho, Happy Hour é com descontração total!
Foi simplesmente maravilhoso rever amigos que já não estão no convívio conosco, no dia-após-dia do trabalho.

E sem querer ser piegas, quando a gente faz aniversário no Natal, aprende que poder passar o resto do ano com nossos amigos queridos é o nosso maior presente.
Mas a comemoração não acaba por aqui... lembra que falei que comemoro antes, durante e depois?
Pois ainda tem a comemoração com a família amanhã, e no fim de semana com meus amigos queridos da Casa Espírita!

Eita aniversário mais badalado!
Até a próxima!!!

19 de dezembro de 2009

LUNAE SALTON – Um Delicioso Frisante

(foto: minha casa, Grajaú)

Na Praça Verdun (Grajaú) existe uma locadora de vídeo – Thunder - que tem como característica principal dividir seus maravilhosos títulos com uma adega.
Isso mesmo! Uma adega também funciona dentro da locadora.
Eles possuem uma coleção bastante interessante de vinhos, com ótimas procedências, inclusive me faz “sentir em casa” porque a maioria das vinícolas que já visitei na America do Sul tem seus vinhos ali à venda.
Eles também fazem frequentemente uma tarde de degustação com promoção dos vinhos, e ontem foi uma destas tardes.
E para mim foi particularmente delicioso, pois a tarde de degustação foi da linha Lunae, um frisante maravilhoso da vinicola gaúcha Salton.
Estar lá foi muito gostoso, principalmente porque tem uma historia por trás da Lunae.
Tive oportunidade de conhecer esta linha na época do lançamento dela na própria vinícola, em uma viagem pelos vinhedos gaúchos que fiz em agosto de 2008.
Como sou apaixonada pela Salton, passar por lá era inquestionável.
Quando fui à parte de degustação e venda na loja experimentei este novo frisante e realmente ele é maravilhoso.
Tem todas as características para ser degustado em nossa cidade maravilhosa, pois tanto o branco quanto o rose são leves e frugais e gelados (como recomendado) se tornam a combinação perfeita com nosso clima.
A promoter que estava me mostrando as linhas da Salton, me disse que o grande mercado consumidor do prosecco é o Rio de Janeiro, que somos campeões de consumo deste néctar de Baco.
O Rio de Janeiro, além de continuar lindo, continua elegante, e tenho certeza de que vocês não vão deixar de experimentar estes frisantes maravilhosos.
Ah... Como no dia da degustação tem promoção das linhas, comprei algumas garrafas. Quer vir tomar uma taça comigo aqui na varanda?

Até a próxima!


15 de dezembro de 2009

Hoje eu só quero falar, simplesmente falar

(foto: Teresopolis, Grajau)
Desta vez não vou fazer críticas a nada nem a ninguém. Hoje eu só quero falar, simplesmente falar.
Hoje não me importa as bobagens que me mandam e me dizem. Voces estão com medo de comer camarão com aquele limãozinho (vit. C) por cima?
O problema é de voces! Eu vou me esbaldar no camarão com cerveja beeem gelada e limão!
Semana passada recebi um e-mail de um conhecido onde ele me anexou umas fotos artísticas de sua filha. Fotos lindas! A "moleca" estava muito bonita, mesmo! E respondi a ele dizendo que ela estava linda nas fotos, e que estava com a pele ótima, bem melhor (ele havia comentado que ela estava com espinhas no rosto) e sabe o que ele me respondeu? "que deve ser truque de photoshop, a pele dela é horrível".
Fiquei meio constrangida com a resposta, pois eu estava fazendo um elogio às fotos - lindas! - e ele me respondeu apenas reforçando os defeitos.
A mensagem passada foi: "olha, pode até ser bonito mas é falso", ou seja, este conhecido não consegue ser capaz de uma resposta positiva, prá cima, nem que seja algo do tipo: "a pele dela continua com problemas, mas realmente as fotos ficaram lindas".
Esta pessoa esqueceu de ser cortês, de ser bondosa, ate mesmo de ser educada (com a própria filha!!!), porque hipocritamente acha que falar as coisas de forma "nua e crua"- sobre os outros - é o melhor, embora denote uma crítica mesquinha.
Eu parei para pensar, e comecei a analisar que sempre escrevendo críticas aos textos que recebo podem me fazer ficar assim - mesquinha.
Fiquei com medo! Eu realmente não concordo com estes textos falsos que circulam na internet, vou continuar escrevendo sobre eles quando assim me perguntarem, mas tentarei ser mais amena nas palavras, e escrever mais coisas belas também.

Outra coisa interessante foi minha amiga do trabalho Carol falar em inferno astral . Ela colocou que ele começa um mes antes do aniversário.
Hehehe, morri de rir com o texto dela, porque parecia que ela resolveu hospedar no final de semana a familia Addams em sua casa. Eles foram embora e esqueceram de levar a nuvem preta do carro. Rsrsrsrs
Pois, ao contrario da Carol, meu paraiso astral começou um mês antes do meu aniversário. E eu não poderia estar mais feliz!
Para os que convivem comigo, sabem que este ano foi um ano de grandes provações, de grandes decepções.
Desde seu início- falo sem o menor pudor - foi o pior ano da minha vida - e isso estou contando o período intra-uterino e meu parto traumático (rsrsrs, depois conto a historia).
Somou tudo, inclusive um problema de saúde do meu filho que o fez passar por um tratamento intensivo e dispendioso desde praticamente o meio do ano.
E toda minha alegria começou na consulta dele na semana passada. O médico dele irá suspender a medicação a partir do dia 22/12, para ver como ele reage sem ela. Voces nem imaginam como eu chorei de felicidade!
Como se não bastasse, neste fim de semana estava eu em casa quando meu filho me abraçou por trás e quis passar um tempo conversando comigo, e dentre uma das coisas ele me confidenciou sua vontade de fazer faculdade de música.
Fui ao delirio! Que profissão maravilhosa de se escolher!
E de lambuja minha familia vai continuar sem ter médicos, engenheiros, administradores ou advogados. Continuará imersa nas profissões inusitadas.
A gente sempre está junto para escutar uma música nova (o cara se amarra em um rock!!!), um videoclip novo.
E descobri que todas as dificuldades que passamos juntos foi providencial para nos unirmos cada vez mais. Este ano aprendi muitas coisas positivas:
Aprendi a perdoar, aprendi a não guardar rancor no coração, aprendi o valor da familia e dos amigos.
Aprendi a rir das pequenas alegrias, antes que as grandes tristezas chegassem.
Aprendi que acordar às 5:00 da manhã tem suas vantagens, afinal, escuto de forma limpa e clara o som das cigarras cantando e dos bem-te-vi acordando.
Também tive conquistas materiais. Este ano, comprei meu primeiro secador de cabelos (que veio de brinde uma chapinha). Tá certo, não uso, mas já é um grande passo. Sabe quantas pessoas, inclusive homens, achavam um absurdo eu não ter um secador? Eu me achava no tempo das cavernas, e então comprei um lindo! Todo vermelho! rsrsrs.
Na matemática pura e simples, minha familia não diminuiu, ela aumentou. Ganhei a Labralouca, fiz meu laguinho e povoei de peixes e siris.
Aprendi a ser persistente, plantei por tres vezes o meu jardim, e mesmo vendo que minha labralouca comeu meus 36 cactus, vou perseverar e vou replantar tudo em janeiro, nas minhas férias.
Como podem ver, mesmo no pior ano da vida da gente, a gente aprende muito.
O mar da história da minha vida foi agitado em 2009.
Mas passei nas provas com louvor, e agora, já no finalzinho do ano, tenho a certeza que o mes de dezembro tem sido o meu "paraíso astral".
Agora é pegar o boletim da vida, sacudir a poeira e gritar como o grande mestre Gonzaguinha " mas isso não impede que eu repita, bonita, é bonita e é bonita!"
E para terminar, coloco parte de um poema de Maiakovski que acho lindo:

" Não estamos alegres, é certo,
mas também por que razão
haveríamos de ficar tristes?
O mar da história
é agitado.
As ameaças e as guerras
havemos de atravessá-las,
rompê-las ao meio,
cortando-as
como uma quilha corta as ondas."
Obrigada Pai, por tudo que me destes!
TODA MOEDA TEM DUAS FACES
Até a próxima!

Em tempo: enquanto eu estava escrevendo este texto no trabalho, meu amigo Brandão parou na minha mesa e perguntou: como foi a consulta do filhote? tentei contar que ele vai ficar sem os remédios, que o "tratamento de choque" deu certo mas as lágrimas não deixaram. Chorei muito, de felicidade. O mais emocionante? Brandão, que acompanhou a historia desde o início, teve seus olhos cheios de lágrimas...

8 de dezembro de 2009

LIVRE DECISÃO

Fotos: Teresópolis (RJ)Todos somos construtores dos nossos destinos.
A cada minuto da vida, fazemos opções importantes e decisivas para a nossa economia moral.
Sempre temos diante de nós duas ou mais opções que deveremos eleger, de conformidade com a nossa livre vontade.
Se estamos no trânsito, por exemplo, e alguém nos corta a frente, temos que decidir rapidamente entre duas opções: xingar ou ficar quieto.
Se nos aproximamos de um cruzamento, cujo sinal está fechado para nós, podemos optar entre parar o veículo ou avançar com o sinal vermelho.
Na convivência diária, quando alguém nos fala mal de outro alguém, podemos optar entre sermos o ponto final da maledicência, ou levar a fofoca adiante.
Se uma pessoa nos pede uma informação qualquer, podemos dar ou não a informação.
Ou ainda, dar a informação correta ou incorreta, conforme nossa livre vontade.
Se abraçamos alguém, podemos optar entre um abraço frio, desprovido de sentimento ou um abraço pleno de afeto verdadeiro.
Se ofertamos uma flor, poderemos escolher entre uma flor sem perfume e outra perfumada.
Nas conversações diárias, temos sempre a possibilidade de falar com otimismo ou usar as palavras para espalhar o pessimismo e a insegurança.
Diante da dificuldade que se apresenta, podemos assinar, de pronto, um atestado de derrota ou acreditar que seremos capazes de vencer o obstáculo.
Como podemos perceber, em todas as situações nós é que decidimos, de livre vontade, entre as opções possíveis, cabendo-nos depois, o resultado da própria decisão.
Se no trânsito optamos pelo xingamento, teremos consequências diversas das que teríamos se nos calássemos.
O motorista que fechou o nosso veículo pode não nos ter visto, ou ter errado no cálculo, e, nesse caso, assumirá o equívoco e não revidará.
Mas se estiver procurando encrenca, como se costuma dizer, responderá com violência e o desfecho poderá ser totalmente desagradável.
Se escolhemos avançar com o sinal vermelho poderemos nos chocar com outro veículo e colher as consequências correspondentes.
Se diante da possibilidade de disseminar a fofoca e a intriga, optamos por nos calar, certamente evitaremos muitos dissabores.
E isso depende exclusivamente da nossa livre decisão.
Vale a pena que meditemos em torno dessas questões que nos dizem respeito.
A situação poderá se agravar ou se resolver, sempre de conformidade com as nossas tomadas de decisão.
Os minutos se apresentam para todos nós como bendita oportunidade de crescimento para Deus.
Dessa forma, cabe-nos optar entre ser um sorriso que ampara ou um soluço que desanima;
um raio de luz ou uma nuvem de preocupações;
um ramo de flores ou um galho de espinhos;
um amigo que compreende e perdoa ou um inquisidor que condena e destrói;
um auxiliar devotado ou um espectador inoperante;
um bálsamo que restaura ou um cáustico que envenena;
uma chave de solução nos obstáculos ou um elemento que os agrava;
um esteio da paz ou um veículo da discórdia;
uma bênção ou um problema.
Enfim, estaremos constantemente tomando decisões importantes, sempre de acordo com a nossa livre vontade.
Pensemos nisso!





Redação do Momento Espírita com base nos cap. 18 e 29, do livro Educandário de luz,, pelos Espíritos Emmanuel e André Luiz, psicografia de Francisco Cândido Xavier, ed.André Luiz.




Em 09.03.2009

7 de dezembro de 2009

ELEGÂNCIA - Toulouse-Lautrec não era Elegante

fotos: Maceió (AL)
Como voces sabem, nada me tira tanto do sério como estes textos apócrifos da internet.
Quando vejo textos como o do camarão com vitamina C, da dioxina, textos de Einstein, de Shakespeare, eu fico irritada, não com os que o fazem, mas com os ignorantes os propagam.
Dá a sensação "cinza" de ignorância epidêmica. Para mim e minha crise já é caso de Saúde Pública!
Se Shakespeare não aprendeu nada, Toulouse-Lautrec não era elegante!
Mas por favor, não contem às centenas de donos de blogs e sites que colocam mais este texto como um grande ponto de reflexão e os amigos que repassam emails que eles estão na classe dos enganados, ok?
Segundo algumas "informações", este texto foi extraído de um livro chamado "EDUCAÇÃO ENFERRUJA POR FALTA DE USO" escrito pelo pintor francês, Henri TOULOUSE-LAUTREC (1864-1901).
Alguém já teve a curiosidade de ler a biografia deste fabuloso pintor? Pois bem, ele NUNCA escreveu livro nenhum! Não acreditam em mim? Procurem da internet este livro para fazer download ou para comprar. O que? Não foi traduzido? Procure na amazon.com.
Não estou aqui para denegrir a imagem de Toulouse-Lautrec (seria muito deselegante!!), que para mim foi um grande artista de sua época, mas se alguém conhecesse - pelo menos superficialmente - a sua biografia, saberia que ele não escreveria um texto destes. Se quiser saber sobre ele (e vale a pena!) procure em sites confiáveis a sua biografia.
A propósito, ele nunca escreveu texto nenhum...Mas como estou naquela famosa "minha crise dos 40" (descrito no texto "inteligência acadêmica e inteligência filosófica"), resolvi questionar um pouco este texto, e algumas frases são ótimas para isso!
O texto "original" está logo abaixo, ok? Aqui só comento algumas frases (em negrito)
É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto
Hum.... isso eu vou deixar voces procurarem na internet ... quando que voces acham que surgiu a máquina fotográfica? Vão me dizer que na época de Toulouse já existia, mas na época dele, eram máquinas onde os fotografados tinham que ficar estáticos por minutos para não produzir apenas um borrão. Então me digam, como poderia haver os fotógrafos por perto? Afinal, eles não tinham como correr atrás dos famosos né? E na sua época, Toulouse era tudo, menos famoso.
Em determinado momento TL (para os íntimos, rsrsrs) fala o seguinte: (a elegância) ... É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas.
Epa!!!! Se TL morreu em 1901, antes mesmo dos carros serem produzidos em série, antes mesmo de Ford e sua fábrica, até mesmo antes de termos como combustível a gasolina, como que existiam frentistas?
Será que a origem dos frentistas é de encher a barriga dos cavalos com feno e depois eles foram realocados (reengenharia do século retrasado) para encher os tanques de gasolina, cujos postos só surgiram por volta da primeira guerra?
(...) ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando, e só depois mandar dizer se está ou não está.
Gente, pelo amor de Deus! Quantos telefones voce acha que existiam neste período? Não me digam que em cada casa ou empresa tinha um telefone no fim do século XIX! mesmo porque nosso Grahann Bell era americano e demorou anos até que o sistema telefônico chegasse à Europa.
Enfim, cansei de listar as pérolas do texto! Para o golpe de misericórdia, me reportanto à época de TL vivo (Ah... ele morreu aos 36 anos de sífilis, após tanta dedicação à boemia, ao alcoolismo e à prostituição) voce consegue imaginar pelos finais de 1800 alguém falando os termos "bate-papo" , "brucutu", "frescura" e "enferrujar"?
É demais, concordam? Mas de uma coisa eu sei! É extremamente deselegante encher nossos e-mails e sites da internet com estas baboseiras sem analisar a veracidade. Com certeza!
Voce fez isso? desculpe, mas voce é extremamente deselegante!
Até a próxima!
Elegância
Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza.
É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto. É uma elegância desobrigada.
É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam mais do que falam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca-a-boca.
É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas.
Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros.
É possível detectá-la em pessoas pontuais.
Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando, e só depois mandar dizer se está ou não está.
Oferecer flores é sempre elegante.
É elegante não ficar espaçoso demais.
É elegante você fazer algo por alguém, e este alguém jamais saber o que você teve que se arrebentar para fazê-lo.
É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro.
É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais.
É elegante retribuir carinho e solidariedade.
É elegante o silêncio, diante de uma rejeição.
Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto. Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante.
É elegante a gentileza; atitudes gentis falam mais que mil imagens.
Abrir a porta para alguém, é muito elegante.
Dar o lugar para alguém sentar, é muito elegante.
Sorrir, sempre é muito elegante e faz um bem danado para a alma.
Oferecer ajuda, é muito elegante
Olhar nos olhos ao conversar, é essencialmente elegante.
Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural pela observação, mas tentar imitá-la é improdutivo. A saída é desenvolver em si mesmo a arte de conviver, que independe de status social; é só pedir licença para o nosso lado brucutu, que acha que "com amigo não tem que ter estas frescuras". Se os amigos não merecem uma certa cordialidade, os inimigos é que não irão desfrutá-la.
Educação enferruja por falta de uso. E, detalhe: não é frescura.

28 de novembro de 2009

Inteligência Acadêmica e Inteligência Filosófica

Foto: Jardim Botânico (RJ)
Um dia destes, debaixo deste calor violento que assola o Rio de Janeiro, estava eu (com filtro solar, claro!) na piscina lá em casa, com uma geladinha na mão e de papo com a minha amiga Drica.Acho que com a combinação da cabeça quente com a garganta gelada, comecei a filosofar sobre minha diferente crise dos 40.
Minha crise é um pouco diferente da que passam as demais mulheres. Não saí correndo para academia para ficar com "tudo em cima", dar em cima do professor do spinning, tampouco fui mexer no cabelo, na pele ou vislumbrei plásticas. Nada disso! Sem nenhuma falsa modéstia, me acho muito bonita, mesmo! :))))
Então comecei a me questionar o porque está tão difícil eu me sentir à vontade em determinadas situações. Aí eu e a Drica começamos a filosofar - mesmo!

Acabei descobrindo o problema! Claro que longe de mim sair nua gritando pelas ruas como fez meu nobre colega Arquimedes, mas um clarão se fez em minha mente angustiada (rsrsrs).
A questão é que estamos em uma sociedade dividida em dois tipos de inteligência, A Inteligência Acadêmica (cartesiana, o tal do QI) e a Inteligência Filosófica (as demais inteligências reunidas) .
E o que vem a ser as duas coisas?
Inteligência Acadêmica - O Sujeito faz o primeiro grau, faz cursinho, intensivão, entra para uma escola técnica. No terceiro ano, como ele quer ir para uma "federal" ele submerge nas apostilas cheias de marreta para fazer a prova.
Aí na prova surge uma questão de Química : "os elementos do grupo 6A são divididos entre metais e semi-metais e blábláblá".
Aí a pobre alma pensa: 6A? 6A? quais são? quais são?. Aí lembra da marreta aprendida: OS SETE PORQUINHOS, ou seja O(oxigenio), S(enxofre), Se (selênio), Te (telúrio) e Po (polônio).
Meu Deus! Lembrar dos Sete Porquinhos fez ele ficar na média e passar! que glória! Nunca pensei que a Química fosse tão fácil!
Aí o sujeito faz a faculdade, se forma, já que sabe inglês vira trainee em uma multinacional, é contratado, trabalha, faz pós-graduação e caminha pela vida. Tem carro zero, um ótimo apartamento, faz atividade física
UAU! isso é legal! o cara se esforçou, passou por uma faculdade, tem seu trabalho, tem tudo e ainda quer ir além. ÓTIMO!, ELE É UM DESTES CARAS PERFEITOS! Esse é o "partidão"
Bom, agora vamos ver o próximo caso...
Inteligência Filosófica - O Sujeito faz tudo igualzinho ao primeiro, e por isso eu não vou repetir a história dos OS SETE PORQUINHOS aqui, mas depois que ele consegue entrar para a faculdade ou para o emprego, vem a diferença:
O que eu faço com tudo isso? porque devo estudar isso?
Devo aprender (conhecer) ou apreender (interiorizar) determinadas coisas que são ensinadas?
E aí começa o dilema ético, de escolher o que realmente importa para a vida. A partir deste momento temos o desenvolvimento da inteligência filosófica, ou seja, o que aprendo não é apenas para passar de ano, mas sim para percorrer a vida.
Nada impede deste segundo sujeito de ter tudo: carro, casa, ser marombado... mas ele tem uma diferença - ele FAZ diferença.
Ele deixa de se tornar uma pessoa para se tornar A pessoa.
E aí aproveito o gancho para entrar em uma reportagem enviada hoje por um grande amigo entitulada "Inteligência Espiritual". No fim das contas, o que chamo de inteligência filosófica passa também pela inteligência espiritual porque transcende o academicismo da inteligência cartesiana.
Resolvi ler um autor chamado Emmons* e achei um trecho bastante interessante, independente do aspecto religioso:
"A Inteligência Espiritual confere grande habilidade na manutenção e realização dos talentos de alguém. A pessoa espiritualmente inteligente tem adequado senso de auto-aceitação; compreende e aceita suas próprias limitações e imperfeições e está mais livre da arrogância e de seu inverso, a baixa auto-estima. Tal pessoa se mostra flexível na busca de um equilíbrio harmonioso entre auto-conceito, auto-integração e auto-regulação, logrando com suas práticas de meditação e contemplação ver-se mais facilmente como um todo"
E como eu vejo tudo isso?
A inteligência acadêmica lê todas as noticias da sua área, lê todos os livros que podem fazê-lo prosperar na vida profissional. A inteligência acadêmica lê aquilo que o aparentemente faz ser "o tal"na roda de amigos, e até para conquistar alguém.
A inteligência filosófica faz as mesmas coisas, mas faz mais, interage com o mundo de uma forma geral para que o filtro das coisa positivas, que fazem parte de um projeto de vida maior, seja burilado.Este sujeito sabe que em 2016 vai ter Olimpíadas no Rio, ou que ontem a bolsas do mundo caíram por conta de Dubai (como o acadêmico), mas este também tem uma posição a respeito do premio nobel da paz que deram para o Obama, por exemplo.
Sabe analisar o momento que vivemos no mundo.E este cara é o que faz a diferença.
Voltando à minha crise dos 40, ultimamente eu só tenho encontrado (na grande maioria) os inteligentes acadêmicos.
Que além de falarem de seu trabalho, ainda falam de futebol ... do calor no Rio ... da violência ... e ... só! São gente boa pra caramba, mas só! Infelizmente não consigo nem ter um papo sadio sobre futebol pois torço pelo América e todos me olham com piedade...
Onde estão as pessoas que valem a pena sentar num boteco pé-sujo, tomar uma gelada e "jogar fora um dedim de prosa"? Onde estão as pessoas que analisam os emails que recebem para não passarem a outros "acadêmicos" os textos que Shakespeare escreveu, do arsênico no camarão! Onde se escondem estas pessoas? Se vocês conhecerem pessoas assim, por favor, indiquem meu blog para conversar comigo, ok?
Bom... agora que desabafei minha crise no cyber-espaço, vou dizer que nem tudo é tão caótico
Cá estou em pleno sábado (na plataforma, claro!) e eis que começo meu dia recebendo o presente abaixo de um grande amigo, que considerei com o mesmo valor do mais belo dos diamantes, e embora o texto já seja conhecido (assim como todas as jazidas de diamante) o que valeu foi a lapidação do ourives

e assim ele iluminou meu dia...

Poeminha
Tal como diz Milton Nascimento em uma de suas músicas "(...)certas canções que ouço, cabem tão dentro de mim e perguntar carece porque não fui eu que fiz.(...)"
preciso perguntar porque não escrevi esse poema.
Droga.
Mas, se inspirado fosse ou estivesse escreveria assim mesmo.

"Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente às suas costas
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos...
E, até que nos encontremos de novo,
Que Deus lhe guarde na palma de Suas mãos".


* Emmons, Robert. A. Is Spirituality an Intelligence? Motivation, Cognition and tthe Psychology of Ultimate Concern. In: The International Journal for the Psychology of Religion, vol 10: (1), 2000. pp 3-25


25 de novembro de 2009

VOCÊ PODE SE ENVENENAR ACIDENTALMENTE COM ARSÊNICO - Se acreditar nisso, voce merece!

Ontem eu recebi um grande presente, daqueles que eu adoro!
Um grande amigo meu, sabedor das minhas críticas mordazes aos famosos spams que recebemos, me mandou esta pérola sobre envenenamento com arsênico causado pelo camarão (!?!?!?!?!) associado à vitamina C.
Quando ele recebe uma mensagem desta, ele me repassa pedindo minha opinião, e quando o tema envolve alguma coisa de química, aí é que eu vibro! Como sempre, tive a curiosidade de ver até onde foi esta bobagem na internet, e me supreendi que ela está tão bem difundida quanto o texto de Shakespeare (comentei há um tempo atrás, sob o título de SHAKESPEARE APRENDEU, lembram?)
Abaixo eu colo a resposta deste email que está povoando a caixa de entrada de muita gente. Os meus comentários estão em vermelho, ok? Eu os inseri no meio do texto do sujeito que mandou.
Bom.... em relação à minha foto abaixo, ela não tem nenhuma associação com o arsênico, mas acho ela tão bonitinha! ainda mais que a labralouca já detonou esta jardineira...
Divirtam-se!!!





VOCÊ PODE SE ENVENENAR ACIDENTALMENTE COM ARSÊNICO
Em Taiwan, uma mulher morreu de repente com sinais de hemorragia em seus ouvidos, nariz, boca e olhos. Depois de uma autópsia preliminar, foi diagnosticado como "causa mortis" envenenamento por arsênico. Mas qual foi a origem do arsênico?

Hum... primeiro indício de algo errado:
Sintomas de intoxicação aguda por arsênico:
- Cardiotoxicidade: arritmias cardíacas com evolução a falência cardiovascular;
- Toxicidade ao TGI: irritação, náuseas, vômitos; semelhantes à água de arroz com odor aliáceo
- Toxicidade hematopoiética: anemia e granulocitopenia;
- Neurotoxicidade: perda da sensibilidade periférica.
Como voce pode ver, os sintomas de intoxicação aguda são completamente diferentes!

A policia, então, iniciou uma profunda e extensa investigação. Um professor de medicina foi convidado para ajudar a resolver o caso.
O professor cuidadosamente examinou os restos existentes no estômago da vítima, e, em menos de meia hora, o mistério foi elucidado. O professor disse: "O óbito não se deu por suicídio nem por assassinato, a vítima morreu acidentalmente por ignorância!"
Eu, como toxicologista, AMEI esta parte, como pode uma "profunda e extensa investigação" durar menos de meia hora? Abaixo os cromatógrafos! Abaixo os espectofotômetros! Abaixo a preparação da amostra! Viva os seriados do CSI, onde tudo acontece em uma hora!!!
Todos ficaram intrigados, por que morte acidental? O arsênico ataca os militares americanos que transportam mudas de arroz H Gao. O professor disse: "O arsênico foi produzido no estômago da vítima".
UAU! sem comentários!
A vítima tomava Vitamina C todos os dias , que por si só não é nenhum problema.. O problema é que ela comeu uma quantidade grande de camarão no jantar.. Comer camarão não foi o problema, já que nada aconteceu à sua família que também comeu do mesmo camarão. Entretanto, na mesma ocasião, a vítima também tomou Vitamina C; é aí onde reside o problema.
Pesquisadores da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, descobriram através de experiências, que alimentos, como camarão "casca mole" contem alta concentração de compostos de 5-potassio-arsenico.
5-potassio-arsenico. De onde ele tirou isso? Não existe! O mais próximo que existe (e falar isso é uma heresia em Química) é o arseniato ácido de potássio K H2 AsO4, que é tão ácido quanto o pH do estômago e do ácido ascórbico, que por sinal, não existe NADA na literatura confiável sobre isso
Tais alimentos frescos, por si só, não são tóxicos para o corpo humano! Entretanto, ao ingerir a Vitamina C, devido a uma reação química, o inicialmente não-tóxico 5-potassio-arsenico (como anidrido também conhecido como óxido arsênico, As2 O5)
Vamos lá, vamos saborear aos poucos ...
Tudo bem ele inventar um composto que não existe mas ...
APERTEM OS CINTOS! O POTÁSSIO SUMIU!!!
Como ele pode ser um "potássio arsenico" também conhecido por óxido arsenico (cuja fórmula também está errada, porque na realidade é As4O5)?
se converte no tóxico 3-potassio-arsênico (ADB anidrido arsênico), também conhecido como trióxido de arsênio (As2 O3), que é popularmente conhecido como arsênico!
Arsenito ou arseniato? Quem é mais famoso?Qual a forma mais tóxica? And the Oscar goes to...
O venenoso arsênico faz parte do magma
MAGMA? QUER DIZER O MAGMA NO CENTRO DA TERRA?
O Arsenio de fonte natural, em sua maioria ocorre próximo a veios de metais preciosos. Mas faz de conta que vem daí..
Magma vem do vulcão, o vulcão fica na terra, o quê que este imbecil do camarão estava fazendo próximo ao vulcão?
Mesmo que fosse de uma fonte antropogênica, a maioria das fontes não são próximas a manguezais ou possíves áreas de cultivo de camarão.

e causa paralisia nos pequenos vasos sangüíneos, "mercapto Jimei"??,
Bom.. aqui nós entramos com um outro elemento, será ele o verdadeiro culpado? Será que o CSI não viu isso? Não sei o que é um mercapto jimei mas pelo texto, nem o cara que escreveu. Mas a terminologia " mercapto" é utilizada para compostos a base de enxofre, que deve ser o mordomo, o verdadeiro culpado!
inibindo a atividade do fígado e produzindo a necrose da gordura ataca os lobos hepáticos, coração, rins, produz congestão intestinal, necrose das células epiteliais, telangiectasia. Portanto, quem morre envenenada pelo arsênico apresenta sangramento dos ouvidos, nariz, boca e olhos.
Dessa forma, como medida de precaução, NÃO coma camarão quando ingerir Vitamina C
 Depois de ler isto, por favor, não seja egoísta. Encaminhe este texto a tantos quanto puder.
O que aconselho a todos que tenham um pouco de bom-senso e que pegam este tipo de texto: procure alguma base científica na home-page www.scirus.com
Esta home-page é tipo um google mas que busca apenas artigos científicos publicados em sites e revistas científicas DE VERDADE.

5 de novembro de 2009

PUNTA TOMBO – Pinguins de Magalhães

Bom, como eu já tinha saído de Ushuaia, eu vim do sul passando por Rawson e andei em direção a Puerto Madryn, pela Ruta Provincial nº 3 (asfaltada). Depois de mais uma reta infinita, vem um cruzamento com a Ruta Provincial nº1. Entrando nesta estrada, tem cerca de 107 km de estrada de chão para andar até a reserva.
Então cheguei a um lugar chamado PUNTA TOMBO, que é uma reserva ecológica de pinguins de Magalhães. Mais do que uma simples reserva faunística, é a maior colônia destes simpáticos animaizinhos que existe, tendo cerca de quinhentos mil indivíduos.
E são tantos que se perde de vista a quantidade de ninhos e de pingüins que passam na nossa frente. Até sinalização de preferência existe! Olha que eles não cedem um milímetro no caminho, você que saia!
Existe uma recomendação da reserva que diz : “se mira y no se toca”. Esta recomendação tinha que ser seguida pelos pingüins, pois eles são tão curiosos que chegam perto de você, bicam sua calça. Teve um deles que ficou fascinado pela minha máquina fotográfica pequena (prateada) que ele veio sem a menor cerimônia investigar o objeto brilhante.
Cheguei lá no fim da tarde, quase fechando a reserva, mas foi sem sombra de dúvidas o melhor momento, pois presenciei a volta das fêmeas que saem para pescar.
Na realidade, acredito que os machos da nossa espécie deveriam aprender com os pingüins, pois são monogâmicos e os machos partilham da criação dos filhos. Além disso, eles são extremamente carinhosos com a fêmea, e cantam de alegria quando elas regressam. Bom... este canto tem uma explicação. O som que ele emite para a sua fêmea é único, de forma que ela quando chega e se depara com milhares de pingüins, sabe exatamente onde está sua família. Como fui lá no fim de novembro, os bebês pingüins já tinham nascido e estava uma verdadeira festa!
A única coisa que cortou meu coração foi ver um macho cuja fêmea não voltou. Ele passou o tempo todo chamando ela na beira da praia, e eu chorei tanto! Sentei e chorei copiosamente. Hoje em dia, já senhora de minha sanidade, me pergunto o que aqueles adoráveis animaizinhos pensaram desta cena...
Lá também existem outros animais em coexistência pacífica (como os guanacos) e claro, os predadores. Teve algumas aves predadoras que ensaiei espantar dos ninhos, mas fiquei com medo de ser expulsa da reserva.
Um momento único na minha vida! vi um deles perto de uma bateria e tentei fazer com ele tivesse a percepção de risco de estar perto de um produto corrosivo, mas ele me olhou com a cara mais idiota do mundo e não quis dar muito papo para minhas orientações. Bom, pelo menos a foto ficou boa ...
No fim deste dia maravilhoso, feliz por fazer novos amigos, ainda tive uns 250 km pela frente, até a cidade mais próxima, mas foi aí [de noite e a mais de 200 km de qualquer lugar no meio de uma estrada argentina] que caiu a ficha de que o tanque estava quase vazio . Mas isso é outra história...

29 de outubro de 2009

EFEITO SCHUMANN... Colocaram a Física na Filosofia!

Porque temos a sensação que o tempo está passando muito rápido? “parece que foi ontem” que foi o Réveillon de 2009, e já estamos no fim de outubro!
Assustei-me um dia desses quando vi uma decoração de Natal no shopping. Mas foi ontem que tiraram a decoração do ano passado!
Tem gente colocando a culpa em um tal de Efeito Schumann, que a Terra está girando mais rápido. Se isso fosse verdade, todo o Mecanismo Celeste estaria comprometido não acham? Com certeza as leis que regem o Universo não estariam estáveis e entraríamos em colapso.
Mas porque será que esta sensação é real?
Antes de vocês abrirem este blog, ao entrar na internet, provavelmente entraram em algo tipo "UOL", "MSN", entre outras páginas de acesso.
Por curiosidade, agora antes de escrever este texto, entrei na página da UOL e passei os olhos em 43 notícias, 33 anúncios, fora promoções, jogos on line, rádios e os eternos pop up. Se a gente pensar que ninguém entra na internet para ficar em apenas uma página, e que mesmo que ficássemos, esta página troca suas notícias pelo menos de hora em hora, vocês já pensaram no bombardeio de informações que recebemos diariamente?
Aí falamos que parece que hoje o tempo anda mais rápido do que a 10, 15 anos atrás.
Opa!!! A 10, 15 anos atrás não tinha internet em cada esquina. Nossas notícias eram através dos rádios, jornais e telejornais. Tínhamos menos informações do que hoje. E isso é ruim? Depende!
E aí temos duas vertentes, sendo a primeira sobre a qualidade da informação.
Seja sincero ... qual tipo de notícia te atrai? Sim, porque nestas páginas de acesso temos 50% do que se chama "entretenimento", ou seja, notícias do tipo:
- Mariazinha é fotografada sem retoques! e a grande maioria vai lá para ver as celulites que não são mostradas na TV.
- Joãozinho caiu nas garras do Leão. E a outra parte vai lá para ver o cara em apuros com a Receita Federal. E assim tantas outras notícias. Mas vamos pensar com seriedade ...
O que vai agregar de valor à sua vida saber das celulites da Mariazinha? Percebeu que você alimentou seu pensamento - o seu centro intelectivo - com algo que não soma nada, absolutamente nada sua vida?
E aí vem a segunda vertente - a da quantidade de informações propriamente dita. Cada vez que voce entra no link para ver as celulites da Mariazinha, aparecem mais dezenas de reportagens de outros famosos tão importantes quanto as da celulite. E você por curiosidade vai abrindo, abrindo, abrindo, e quando vai ver nem lembra do que foi fazer na internet.
Às vezes foi só ler seu e-mail, mas acabou sabendo de todas as fofocas das "personalidades". Ainda acabou gostando da promoção da Revista Caras, assinou dois anos e vai ganhar uma faca por semana.
Mas aí podem dizer: Como ela é preconceituosa! O que tem ler sobre a vida dos outros? É algo inocente...
 Bom, isso serve não só para o chamado entretenimento, mas para a economia, a política, a ciência, o mundo, enfim, tudo o que nos passa aos olhos.
Acabei de fazer um teste de links rapidinho, e em menos de 3 links relacionados eu passei da notícia sobre o câmbio brasileiro "Nova taxa não impede saldo positivo de dólares" para "Vendas de casas nos EUA atingem maior nível em dois anos"
Sim... e daí a venda de casas nos EUA? Absorvi mais uma noticia (fora as dos links) que não me soma em nada, mal tenho grana para comprar e viver em uma casa no Brasil, quem dirá nos EUA.
 E assim a gente vai guardando uma quantidade de lixo no nosso HD mental. Soubemos de tanta coisa sem importância, fomos bombardeados com tantas informações que no final o do dia, estamos fatigados, esgotados de tanto pensar e absorver - inutilidades!
 Outra característica dos tempos modernos, é que tudo o que acontece é em tempo real. Se um homem bomba explode no Cairo e mata 80, nós sabemos disso no mesmo minuto.
Há alguns anos atrás esta informação demorava pelo menos até o Jornal Nacional. Agora somos cidadãos do mundo virtual, e nada nos passa desapercebido, do Homem Bomba à celulite da Mariazinha.
Por isso que eu quero lançar a campanha "UTILIZE O FILTRO QUE EXISTE EM SUA MENTE"! Não deixe passar as impurezas que existem no mundo para sua mente.

Pense saudável !

27 de outubro de 2009

USHUAIA - A Baía que Mira o Poente

Ushuaia é a capital da Província da Terra do Fogo. É conhecida como La ciudad más austral del mundo (A cidade mais austral do mundo) ou La ciudad del Fin del Mundo (A cidade do Fim do Mundo). O nome da cidade provém dos idiomas indígenas yámanas: ush (ao fundo) e wuaia (baía). Milhares de anos fizeram com que as águas oceânicas causassem a erosão de uma parte considerável do continente. Violentos movimentos terrestres geraram essa divisão continental, formando uma grande ilha e um passo inter-oceânico. Em meados de 1520 a expedição de Fernão de Magalhães ao Sul da América do Sul rendeu as primeiras descrições da Terra do Fogo. Durante a travessia, os navegantes espanhóis observaram fogo e fumo sobre a costa setentrional, e em virtude disso batizaram a ilha como Terra do Fogo. A cidade foi fundada em 12 de outubro de 1884, sobre as costas do Canal de Beagle, e é rodeada pelos montes Martial e Olivia, pertencentes à cordilheira dos Andes, e pelos férteis e belos vales glaciais.

EU FUI AO FIM DO MUNDO!
Para chegar ao Fim do Mundo precisa de muita disposição e muito CD tocando no carro. Foram muitas “rutas argentinas” de perder de vista. Tinha dias que só se via retas infinitas. Para chegar a Ushuaia a gente tem que ter muitas folhas do passaporte em branco: entra na Argentina, sai da Argentina, entra no Chile, sai do Chile, entra na Argentina .... cheguei a Ushuaia!!! (calma, ainda não contei os carimbos de volta)
O mais divertido na ida foi a greve da aduana chilena. Se perceberem a foto, até a estátua está de braços cruzados! Cheguei com esta cara lavada que Deus me deu e em um portunhol vagabundo disse que eu era apenas uma turista brasileira de carro que queria chegar a Ushuaia. No fim do diálogo e de muito tempo com cara de cachorro que caiu do caminhão de mudança, eles liberaram a passagem de alguns carros inclusive o meu.
Me senti a maior das diplomatas, até pensei em fazer prova para o Instituto Rio Branco, feliz e contente com a liberação da policia chilena, até que comecei a ver as plaquinhas de “Campo Minado”, foi estranho saber onde os pneus do carro estavam passando. Rsrs
Quase chegando em Ushuaia tem um lugar lindo chamado lago Fagnano, que também é um pólo turístico e com uma vista linda. Confesso que acho esta uma das minhas melhores fotos. Depois de alguns dias, cheguei finalmente em Ushuaia!
A VISTA DO MEU CHALÉ: O CANAL DE BEAGLE
O Canal de Beagle é um estreito separando as ilhas do arquipélago da Terra do Fogo, no extremo sul da América do Sul. Ele separa a Ilha Grande da Terra do Fogo de diversas pequenas ilhas ao sul. O estreito de Beagle tem aproximadamente 240 km de comprimento, e sua largura mínima é de cerca de 5 km.
Claro que não poderia deixar de fora uma foto com o heróico Tracker que fez esta aventura.
Abaixo é a vista do chalé que fiquei hospedada, cujo por-do-sol começava lá pelas onze da noite...
É claro que na história sempre tem um cachorro labrador para fazer a festa né?

“A Viagem do Beagle” é o título comumente dado ao livro escrito por Charles Darwin publicado em 1839 como Diário e Anotações, o que trouxe a ele considerável fama e respeito. O título se refere à segunda expedição de levantamento topográfico do navio HMS Beagle que zarpou em 27 de dezembro de 1831 sobre o comando do capitão Robert FitzRoy.
É claro que fiz um passeio pelo Canal de Beagle, o que foi simplesmente o máximo. Se Darwin fez, porque eu não haveria de seguir os passos de um dos meus grandes gurus?
No meio do caminho, encontrei loberias (locais onde ficam os leões marinhos), pinguineiras (locais onde ficam os pingüins) . Os leões marinhos fedem muita coisa! nem se consegue chegar perto, mas os pinguins são as coisas mais fofas do mundo. Durante a viagem fui a uma reserva pinguineira, que conto mais tarde. No meio do canal, tem um farol lindo, que é o “Farol mais austral do Mundo”
Olha o charme da loira aqui com o farol ao fundo rsrsrsrs
E de brinde ainda passei pelo marco que divide o Atlântico do Pacífico! Pela segunda vez na vida, fui dar uma volta no Oceano Pacífico
Foi realmente uma viagem maravilhosa, adoro dizer que "EU FUI AO FIM DO MUNDO"!

mas não volto lá de novo, afinal .... TENHO O MUNDO INTEIRO PARA CONHECER!